Estudo vai traçar perfil da saúde bucal do soteropolitano

salvador
21.03.2022, 15:32:06
(Bruno Concha/Secom )

Estudo vai traçar perfil da saúde bucal do soteropolitano

As informações coletadas serão disponibilizadas à gestão do SUS para o planejamento de políticas e programas de promoção, prevenção e assistência em saúde bucal

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Salvador, por meio da DAS/Coordenação de Saúde Bucal e referência regional do Ministério da Saúde, realizará um estudo sobre as condições de saúde bucal da população da capital baiana. O treinamento de 17 equipes de campo, compostas por cirurgiões dentistas, auxiliares de saúde bucal e agentes comunitários de saúde, na última sexta-feira (18), deu início aos trabalhos.

O SB Brasil 2020, com vigência 2021-2022, vai identificar as doenças orais mais prevalentes, como a cárie dentária, doenças periodontais, necessidade de próteses dentárias, condições de oclusão, traumatismo dentário e impacto das condições de saúde bucal na qualidade de vida, entre outros aspectos.  As informações coletadas serão disponibilizadas à gestão do SUS, para o planejamento de políticas e programas de promoção, prevenção e assistência em saúde bucal, nas esferas nacional, estaduais e municipais. 

Os quatro grandes levantamentos nacionais, realizados em 1986, 1996, 2003 e 2010, foram relevantes para a construção de uma consistente base de dados, relativa ao perfil epidemiológico de saúde bucal da população brasileira.  Em 2021, foram iniciados os processos de organização nacional com os municípios, para a realização do quinto levantamento epidemiológico, quando serão examinadas, aproximadamente, 50 mil pessoas, em várias regiões do país. 

Incremento
A cobertura em saúde bucal, em Salvador, aumentou de 36,6%, em 2019, para 43,3% em 2022, com um incremento de 5,7%. Esse crescimento aconteceu graças à implantação de 60 novos consultórios odontológicos espalhados pela cidade, totalizando atualmente 426 salas com o serviço de odontologia na Rede de Atenção à Saúde Bucal (Rasb) do município. 

O aumento da cobertura é reflexo do acesso da população à atenção primária, rede especializada (CEO e Multicentros) e urgência (UPA), além de cuidados orais por profissional, nos leitos de UTI do Hospital Municipal. Também foram contratados mais de 112 profissionais entre cirurgiões dentistas e auxiliares de saúde bucal, para garantir resolutividade e dinamicidade à assistência. 

Além disso, foram qualificados mais de 50 consultórios odontológicos, com melhorias na infraestrutura e instalação de novas cadeiras odontológicas, garantido melhor conforto e biossegurança, tanto para a população assistida, quanto para os profissionais de saúde bucal.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas