Evento apresentará uso de tecnologias para escolas em Salvador

enem
28.08.2019, 09:30:00

Evento apresentará uso de tecnologias para escolas em Salvador

Encontro gratuito será realizado no dia 3 de setembro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A partir de setembro Salvador contará com uma base da empresa Safetec, especialmente voltada para o uso da plataforma Google For Education. Para que professores, diretores e representantes de instituições de ensino conheçam a ferramenta e possam conhecer e adotar o uso e tecnologia em salas de aula, haverá um evento na capital baiana.

Clique aqui e veja a página especial do Revisão Enem 2019

O encontro é gratuito e acontecerá na próxima terça-feira (3), no Novotel Salvador, no bairro do Rio Vermelho. Na ocasião, os educadores poderão experimentar as ferramentas e recursos Google que podem ser aplicadas em sala de aula, como o Google Drive e Google Classroom. Para se inscrever, é necessário se inscrever antecipadamente pela internet - no site também há o cronograma completo.

Pela manhã, os especialistas credenciados pela Google, como Joaquim Camerino, Saulo Bernardo e Marcus Oliveira, explicarão às escolas como a ferramenta pode ajudar no ensino. Já no turno da tarde, as contempladas serão as faculdades.

De acordo com uma pesquisa da Tecnologia de Informação e Comunicação nas Escolas Brasileiras, o uso da internet entre os alunos hoje já é de 50% em unidades particulares e 37% em escolas públicas.

Ainda de acordo com a pesquisa, 36% dos professores de escolas públicas tiraram dúvidas de forma online, enquanto esse número chega a 66% na rede de ensino particular.

Antonio Lapa, CEO da Safetec, explica que esses números tendem a crescer. “Temos um perfil de aluno muito diferente de alguns anos atrás e a metodologia de ensino não passou por mudanças tão significativas para acompanhar esta evolução. Assim, a educação ficou cada vez mais desconectada do universo dos alunos e professores”,  explica.

“O caminho para romper essa lacuna é agregar o uso das tecnologias de forma natural aos ambientes educacionais para conectar melhor quem ensina e quem aprende, ou seja, dividir o protagonismo entre professor e aluno”, completa.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas