Ex-lutador Relson Gracie é preso com carga de drogas no Rio

brasil
25.01.2020, 17:04:00
Atualizado: 25.01.2020, 17:04:56

Ex-lutador Relson Gracie é preso com carga de drogas no Rio

Cães farejadores da PRF encontraram skunk nas malas do filho de Hélio Gracie

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Foto: Divulgação

Um dos membros da mais tradicional família de lutadores brasileiros, Relson Gracie foi preso na madrugada deste sábado (25) com uma carga de skunk e derivados de maconha ao trafegar pela Rodovia Presidente Dutra (BR-116), na altura de Piraí, cidade do sul do estado do Rio de Janei. De acordo com o jornal O Dia, a droga estava dentro de uma mala. Aos 66 anos, o ex-lutador estava em um ônibus interestadual abordado por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Com a ajuda de dois cães farejadores, a PRF vasculhou a carga do ônibus da linha São Paulo-Rio de Janeiro. Na ocasião, os dois animais sinalizaram a existência de drogas em duas bagagens. Os agentes identificaram Relson como dono das malas onde encontraram frascos de skunk, um tipo mais potente de maconha, além de derivados da droga em forma de creme, óleo e erva.

Relson tinha com ele uma passagem aérea internacional de Los Angeles, nos Estados Unidos, para São Paulo. Para a PRF, pode indicar possibilidade de que o material tenha origem estrangeira. O ex-lutador é filho de Hélio Gracie, precursor do jiu-jitsu no Brasil e tido como um dos grandes mestres da chamada "arte suave".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas