Feito pedra rolante, ou um ‘rolling stone’ da cabeça aos pés

coluna vertebral
10.02.2019, 05:00:00

Feito pedra rolante, ou um ‘rolling stone’ da cabeça aos pés

Mudei a alma de casa – não por amor, à la Mario Quintana, mas por necessidades impostas pelas circunstâncias – tantas vezes que precisei três ou quatro horas para enfileirar todos os portos inseguros – não existem portos seguros – por onde a minha alma pousou. Efeito colateral (contabilizei + de 40 endereços): tornei-me mutante – eu e Rita Lee somos capricornianos, e odiamos falar ao telefone – e ‘mobile’, feito ‘la donna’, de Giuseppe Verdi (1813-1901). Like a ‘rolling stone’ – like The Rolling Stones.

Minha pedra fundamental foi casarão caindo aos pedaços, Ficava ás margens do Rio Jiquiriçá, em Mutuípe-Bahia, e foi tragado pelas águas de tempestade bíblica. Em tempo: quando esse desabamento ocorreu eu já me mudara para Jequié-Bahia. [A propósito, lei do eterno retorno em pleno vigor,  voltei a morar nesta urbe há quase três anos].

Passei infância e começo da adolescência por estas plagas – 4 aos 14 anos – e foi nesse tempo que esta alma mutante me impregnou. Meu pai, honesto e probo, nunca enriqueceu a ponto de ter casa própria. Moramos sempre de aluguel. Entre 1958 e 1969, quando me mudei para esta Salvadores, tivemos cinco endereços. O mais marcante foi outro casarão. Também caía aos pedaços. Tinha incontáveis goteiras, buracos nos pisos assoalhados e outra tempestade bíblica (ai, ai, esses eternos retornos!) derrubou os fundos desse lugar. Ninguém se machucou.

Nessa aventurosa odisseia de + de 40 portos inseguros, vamos agora falar de números.

Ei-los:

1. Nesta Salvadores morei entre 1969 e 1986. Tive 13 endereços. Residi em logradouros de nomes poéticos – Ladeira da Fonte, Rua da Poeira, Rua Barão do Desterro, Rua Direita da Piedade – e em cafundó em ponta de rua esburacada e pagã na Boca do Rio, em companhia de ripongas e maconheiros queridos.

2. Em São Paulo – no período mais esplendoroso da minha vida (1986 ao final de 1997) – morei apenas em dois endereços, ambos em Higienópolis, bairro de gente endinheirada – eu ganhei algum dinheiro nesta época, pois trabalhava muuuuito, e bem – e caí de amores por essa metrópole extraordinária. 

3. Brasília (1997 a 2007. Há quem fale mal da capital federal. Eu adoro. As gentes que ali residem têm injusta fama Brasil afora  por conta dos políticos canalhas que a ocupam, Os brasilienses da gema são gentis e brejeiros. Lá bati recorde: 14 domicílios. 

4. Rio de Janeiro (2008 a 2013). A cidade mais linda do mundo. Paga caro pela beleza que possui. Mas vale o ingresso. Voltaria a morar lá ontem. [Dois endereços].

4. Campínas (durante seis meses, em 2007) – Num flat no centro da cidade. Amei, e amo, a cidade.

5. Recife (durante seis meses, em 2010) – Num flat na praia de Boa Viagem. Amei, e amo, a cidade.

PS1. A propósito de mudanças, precisei mudar o rumo da prosa. Não estou suportando mais falar sobre esta tragédia macabra chamada Brasil (tenho sentido náuseas diárias, sartrianas e não). Sigamos! Mudar é viver. Em frente, marujos!

PS2. Suplico. Meu próximo endereço, por favor!


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/girassol-whindersson-nunes-e-priscilla-alcantara-lancam-musica/
A música já está disponível em plataformas digitais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/carolina-ferraz-diz-que-nao-vai-mais-atuar-em-novelas/
Ela diz que vai continuar atuando em filmes e minisséries
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ufrb-aluno-diz-que-recusou-prova-de-professora-negra-por-questao-de-energia/
Vídeo mostra Danilo com mala e sacola conversando com delegado e professor na Rodoviária de Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/meu-deus-do-ceu-mataram-morador-gravou-morte-de-suspeito-de-assalto/
Comparsa foi agredido; população evitou roubo de carro na Ribeira
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vencedor-do-festival-de-berlim-synonymes-estreia-em-salvador/
Longa-metragem narra história de um soldado israelense que foge para Paris
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/suspense-em-familia-a-moda-de-agatha-christie/
Com três indicações ao Globo de Ouro, Entre Facas e Segredos revive o velho e bom clima de “quem matou?”
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/estudante-acusado-de-racismo-tentou-usar-cota-para-entrar-na-ufrb/
Ele teve o pedido negado, mas tentou recurso para conseguir vaga
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/estudante-e-hostilizado-em-residencia-vamos-ver-com-quantos-paus-se-mata-um-racista/
Caso ocorreu na residência universitária onde morava o estudante que se recusou a receber prova de professora negra
Ler Mais