Felipe Neto se oferece para bancar educação da menina estuprada pelo tio

em alta
17.08.2020, 10:09:58
Atualizado: 17.08.2020, 10:48:50
(Foto: Divulgação)

Felipe Neto se oferece para bancar educação da menina estuprada pelo tio

Whidersson Nunes disse que pagaria o tratamento psicológico da criança de 10 anos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Felipe Neto disse em seu Twitter que está disposto a pagar a educação da menina de 10 anos, estuprada desde os 6 pelo tio e que acabou engravidando por causa da violência, até a faculdade. 

"Não consigo parar de pensar na menina. Alguém da família, por favor, entre em contato pelo email da minha biografia. Eu me disponho a arcar com todos os custos de educação dela até o fim da faculdade. Num mundo de injustiças e desigualdades, que ela possa receber a melhor arma possível", disse ele.

Felipe ainda garantiu que não estava falando isso publicamente para se promover. "Eu não tenho ideia de como contactar a família. Se tivesse, não twittaria. Preciso que eles entrem em contato", explicou.

A proposta foi feita após o youtuber publicar textos mostrando sua indignação com o caso e com os protestos de religiosos que são contra a menina realizar um aborto. "Se você acha que uma criança de 10 anos, grávida após estupro, deve ser obrigada a carregar o fruto desse estupro e ter sua vida posta em risco... Você não é mais um ser humano, apenas uma ferramenta da maldade teocrática em busca do poder. Você representa o martelo, não Cristo", declarou ele.

Felipe também pediu justiça e a prisão do tio que estuprou a jovem e está foragido. "Precisamos acompanhar e exigir a pena mais dura possível para o pedófilo estuprador. Sabemos que o punitivismo não necessariamente soluciona a marginalidade, mas casos como esse são didáticos e a impunidade é ainda pior. Este monstro não pode conviver em sociedade", disse.

Além de Felipe Neto, Whindersson Nunes também se prontificou para ajudar a criança, dizendp que vai pagar o tratamento psicológico da garota até seus 18 anos. "A Terra devia estar em paz com tantos Jesus nas redes sociais, tantos imaculados. Me preocupa o tanto de atrocidades que essa criança vai ouvir no decorrer da vida. Alguém da família entre em contato, quero ajudar com toda assistência piscologica até os 18 anos", informou ele.

O caso ocorreu na cidade de São Mateus, no Espírito Santo, e foi denunciado pela própria vítima no último dia 8, mas tem ganhado cada vez mais repercussão por levantar o debate do aborto legal. O suspeito do crime é o tio da vítima. 

Para a polícia, a menina contou que era vítima não denunciou os crimes com medo das ameaças. O caso é investigado pela Polícia Civil do Espírito Santo e será acompanhado pelo Conselho Tutelar. A menina foi levada para um abrigo da cidade, onde aguardará até alguma definição por parte da Justiça.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas