Feminicídio: mulher é agredida até a morte por companheiro em São Gonçalo do Retiro

salvador
04.10.2020, 14:07:00
Atualizado: 04.10.2020, 16:28:05
(Foto: Carol Garcia/Arquivo Secom)

Feminicídio: mulher é agredida até a morte por companheiro em São Gonçalo do Retiro

Homem foi preso no Hospital Roberto Santos e levado para o DHPP

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma mulher identificada como Rosilene Souza Barbosa, 40 anos, foi agredida até a morte pelo companheiro, na madrugada deste domingo, no bairro de São Gonçalo do Retiro. O crime ocorreu por volta das 0h40, na Travessa 8 de Dezembro. A polícia foi acionada e chegando ao local encontrou a vítima sendo atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas ela não resistiu. O suspeito foi localizado no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) e conduzido para o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Em nota, a Polícia Militar (PM) informou que policiais da 23ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Doron) foram acionados pelo Centro de Comunicação Integrada (Cicom), órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP) para atender a uma denúncia de agressão a uma mulher na Travessa 8 de Dezembro. "No local, a guarnição encontrou agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) socorrendo a vítima, que foi agredida pelo companheiro, porém não resistiu aos ferimentos". 

Ainda segundo a PM, a área foi isolada e o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) acionado para realizar perícia e remoção do corpo. "Os militares deslocaram até o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), onde localizaram e conduziram o suspeito para o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP)".

Segundo a Polícia Civil, o Samu foi acionado, mas a vítima morreu no local. O autor do crime tinha um relacionamento com a vítima há cinco anos e tentou suicídio após o suposto feminicídio. Ele foi socorrido por um vizinho para o Hospital Roberto Santos. Após alta médica, foi conduzido ao DHPP e autuado em flagrante por feminicídio.

 Também na madrugada deste domingo (4) outra mulher foi encontrada morta, por volta de 1h30, na rua Acalanto, 526, no bairro de São Cristóvão. Em nota, a PM informou que policiais militares da 49ª CIPM (São Cristóvão) foram acionados pelo Cicom com denúncia de que havia um corpo do sexo feminino. "No local, a guarnição constatou a veracidade do fato, isolou o local e acionou o Silc, para realizar perícia e remoção. A autoria e motivação são desconhecidas", informa  a nota. O crime será investigado pelo Polícia Civil.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas