Fenagro terá exposição de cachaças baianas com degustação liberada

salvador
25.11.2019, 17:50:40
Atualizado: 25.11.2019, 18:18:47
(Foto: Divulgação)

Fenagro terá exposição de cachaças baianas com degustação liberada

Fecachaça funcionará até domingo (1)

Vinte stands foram montados na 32ª Fenagro, no Parque de Exposições de Salvador, para a priemira edição da Feira da Cachaça de Alambique (Fecachaça), que mostrará as melhores bebidas deste tipo produzidas na Bahia. O evento terá apoio da Rota da Cachaça, que tem também um stand institucional no local. 

A Fecachaça funcionará das 14h às 22h, de segunda a sexta-feira, e das 10h às 22 horas no sábado e domingo. A Fenagro vai até o próximo dia 1º (domingo). O ingresso é 10 reais. 

No espaço, são vendidas e degustadas cachaças produzidas em toda a Bahia, em cidades como Abaíra, Rio de Contas, Jussiape, Paramirim, Caculé, Ilhéus, Medeiros Neto, Feira da Mata, Vitória da Conquista, Nazaré das Farinhas, Mata de São João e Camaçari. Algumas dessas cachaças são premiadas nacionalmente e internacionalmente, segundo o organizador da Fecachaça, Herbert Oliveira

A Fecachaça teve abertura oficial ontem (24) com show do forrozeiro Del Feliz no coreto que fica localizado no meio da cidade cenográfica do interior. 

Além dos stands de vendas das bebidas, a feira também abriga stand de fornecedores de equipamentos e insumos da Bahia e de Minas Gerais, que traz como novidade um mini alambique funcionando e produzindo a cachaça “Bonitona”. "Quem quiser, é só chegar e encher o seu copo", convida Vânia Medeiros, diretora administrativa da Rota da Cachaça, parceira do Governo do Estado na realização da Fecachaça.

O evento tem como objetivo divulgar e valorizar as cachaças de alambique produzidas na Bahia. "Vamos mostrar para todos a qualidade da cachaça baiana, não apenas dos produtores registrados, mas também dos pequenos produtores informais que, na ocasião, poderão conhecer equipamentos dos principais fornecedores do país e ter acesso à tecnologia para fabricação de cachaça", ressalta Herbert Oliveira. 

A programação da Fecachaça inclui o Seminário Estadual de Produção de Cachaça e Derivados de Cana, hoje (25) e amanhã (26), nos horários da manhã e da tarde. No dia 27 (quarta-feira), acontece uma rodada de negócios na qual os produtores de cachaça registrados terão a oportunidade de apresentar seus produtos a comerciantes locais e de outros estados, que atuam nos mercados nacional e internacional. Serão realizados ainda dois minicursos: Análise Sensorial e Padronização de Cachaça e Preparação de Drinks e Coquetéis de Cachaça.

Lançamento 
A Kikaxassa, em parceria com a banda Seu Maxixe, lança na Fecachaça a cachaça Querosene do Maxixão. "Foram longos meses de trabalho para encontrarmos a porção ideal das duas bebidas que se transformariam nesse querosene de alta qualidade”, explica Raimundo Freire, à frente da Kikaxassa.

“O pedido da banda era para que apresentássemos uma cachaça que pudesse lembrar o whisky, bebida apreciada pela maioria dos músicos e, a partir daí, fomos buscar entre os produtores baianos quem produzia cachaças com essas características, e foi num alambique próximo a Salvador que encontramos as cachaças que deram origem ao Querosene do Maxixão”, conta Freire

Ele ainda explica que uma boa cachaça passa por um processo de envelhecimento e armazenamento, que pode durar de alguns meses até vários anos. No caso da Querosene do Maxixão, o processo aconteceu em carvalho americano e carvalho europeu. O carvalho americano possui coloração dourada, aromas característicos de baunilha e coco, sabor suave e buquê aromático e complexo. Já o carvalho europeu proporciona coloração âmbar, aromas e sabores intensos característicos de amêndoas, madeira tostada e taninos.

“As cachaças foram armazenadas por três anos em barris de carvalho americano e dois anos em carvalho europeu, e essa mistura concebeu uma cachaça  com complexidade sensorial,  paladar sofisticado, e aromas agradáveis”, acrescenta. O Querosene do Maxixão é um blend elaborado exclusivo e com edição limitada. O preço especial de lançamento é R$ 50.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas