Filme do filho de Glauber Rocha marca reabertura do Cine Metha Glauber Rocha

sua diversão
08.12.2021, 22:10:00
Atualizado: 08.12.2021, 22:10:35

Filme do filho de Glauber Rocha marca reabertura do Cine Metha Glauber Rocha

Sessão para convidados acontece às 20h desta quinta (20)

Uma sessão especial para um dia especial: o documentário Edna, dirigido por Eryk Rocha, será exibido no Cine Metha Glauber Rocha às 20h desta quinta -feira (9), em sessão para convidados que marca a reabetura do cinema. Eryk é filho do cineasta que batiza o equipamento.

Mais antigo cinema de Salvador, fundado em 1919 como Cine-Theatro Guarany, o Glauber Rocha correu risco de fechar após a saída do Itaú, antigo patrocinador. A vida do cinema foi viabilizada com uma parceria de cinco anos firmada com o Grupo Metha S/A, que será patrocinador responsável pelo custeio e manutenção.

Diretor do cinema, Cláudio Marques afirmou que o convênio é fundamental para manter o Glauber em atividade: "a parceria com a Metha veio em um momento muito oportuno. Vamos continuar a desfrutar da mais plena experiência artística que um cinema com a qualidade do Glauber Rocha pode oferecer”, disse o gestor.

O patrocínio ao Cine Metha Glauber Rocha é uma iniciativa do Instituto Metha Futuro, braço de investimento social do grupo empresarial, focado no desenvolvimento de
projetos educativos, culturais e de geração de renda. O acordo entre as partes prevê a realização de sessões de cinema a preços populares para estudantes e jovens de baixa renda, como forma de estimular a democratização das salas de cinema.

O CEO do Grupo Metha, Josedir Barreto, destacou a importância de trabalhar em parceria com uma instituição que é emblemática na cena cultural baiana. “Somos uma empresa que entende que o seu papel na sociedade vai além da realização de nossos negócios. Queremos ajudar a manter vivas a cultura e a arte, seja pelas telas de cinema, ou por outras expressões artísticas. É desta forma que acreditamos estar contribuindo para a educação e crescimento cultural da população”, explica.

Vice-presidente do grupo Metha, José Manuel Parada afirmou que o equipamento é secular e importante e e que, desde que soube da saída do Itaú, a empresa decidiu chegar junto do cinema, como uma forma de reaproximar a empresa das próprias raízes na Bahia.

"Nosso papel na sociedade vai muito além dos projetos que fazemos e entregamos. A gente não vai ficar apenas restrito aos nossos negócios, queremos manter vivos os projetos de alfabetização de operários, os projetos de geração de renda e inclusão digital no entorno de nossos projetos e queremos manter viva a cultura e a arte no nosso estado e município. Vamos atrás de ajudar a manter vivas manifestações de arte do nosso município", disse.

Hoje o Cine Metha - Glauber Rocha conta com quatro salas de cinema dotadas dos mais modernos equipamentos, o que confere excelente projeção. O cinema conta ainda com café, livraria e restaurante. A livraria, o Sebo das Galáxias, terá curadoria do poeta, pesquisador e agitador cultural James Martins.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas