Funkeira MC Atrevida morre após tirar gordura das costas pra colocar nos glúteos

em alta
30.07.2020, 13:12:39
(Foto: Reprodução)

Funkeira MC Atrevida morre após tirar gordura das costas pra colocar nos glúteos

Procedimento estético foi feito na 'Rainha das Plásticas'

Morreu, aos 44 anos, a funkeira Fernanda Rodrigues, mais conhecida como MC Atrvida. A morte ocorreu após a artista realizar um procedimento estético em uma clínica do Rio de Janeiro.

Segundo o jornal Extra, ela fez uma lipoescultura para retirar gordura das costas e injetar nos glúteos. O procedimento ocorreu no dia 16 de julho e, após dez dias, ela foi internada em um hospital, onde não resistiu e morreu. 

Fernanda chegou ao hospital com fortes dores no último domingo (26) e foi encaminhada para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em estado grave. Ela morreu no dia seguinte e seu corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio, só um laudo do IML vai determinar o que causou o óbito. MC Atrevida foi enterrada nesta quarta-feira, dia 29, no Cemitério da Cacuia, na Ilha do Governador. 

Em uma live pelo Instagram, Wania Tavares, autointitulada "Rainha das Plásticas" e dona da clínica onde foi realizada a cirurgia, afirmou que vai aguardar o laudo com a causa da morte, mas que está tranquila.

“Eu não gostaria de falar agora, eu gostaria de esperar os laudos. Porém, como vai sair na TV, eu já vou explanando porque vocês têm o direito de já saber. Uma MC fez um procedimento de hidrolipo, que é um enxerto de bumbum, na minha — não sou médica, sou empresária, dona da clínica — vinha relatando que estava doendo, se sentindo mal, fomos acompanhando o processo. No dia 26, ela veio a falecer num hospital na Ilha do Governador, que ela é de lá. Estou sem advogado ainda. Eu estou com a minha consciência supertranquila quanto ao procedimento, que foi feito corretamente”, afirmou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas