Garçom do Bahia no Brasileirão, Nino avisa: 'Vou na convicção'

e.c. bahia
05.09.2019, 11:08:00
No Fazendão, Nino Paraíba recebe orientação do técnico Roger Machado (Felipe Oliveira/ ECBahia)

Garçom do Bahia no Brasileirão, Nino avisa: 'Vou na convicção'

Lateral direito aponta melhora ofensiva após orientação de Roger Machado

Em um campeonato de pontos corridos, como o Brasileirão, todo jogo é importante, mas o duelo com o Vasco ganhou uma dose extra de motivação depois que o Bahia conseguiu encostar no grupo de times que brigam por vaga na Libertadores. Com os mesmos 27 pontos do Internacional, primeiro time dentro do G6, o tricolor ocupa o 8ª lugar e tem chance de terminar a 18ª rodada entre os seis primeiros colocados da competição.

Para isso acontecer, o time comandado por Roger Machado precisa empatar ou vencer o Vasco, desde que pontue mais que Internacional e Atlético-MG. Em caso de empate, é preciso que o Athletico-PR não vença o Santos, na Vila Belmiro. A bola rola diante da equipe carioca no sábado (7), às 11h, em São Januário.

"A gente tem que pensar lá em cima agora. Estamos brigando lá em cima. Daqui para frente, temos que pensar no grupo de cima", avisa o lateral Nino Paraíba. "A equipe está muito bem, e quando a equipe está bem, o conjunto vive boa fase. A gente pretende manter essa fase, em busca de uma vaga na Libertadores. Como a torcida tanto quer e a gente também", completa. 

Após abrir seis pontos da zona de rebaixamento, o Vasco luta para passar à primeira metade da tabela. Com 20 pontos, o time carioca é o 15º colocado. "A gente sabe que vai ser um jogo muito difícil", pondera Nino. 

Um dos destaques do Bahia na temporada, ele é o garçom do time na Série A, com três assistências. O lateral conta que evoluiu ofensivamente após receber orientação de Roger sobre as investidas no ataque. 

"O professor conversou comigo para ir menos vezes na linha de fundo, mas ir com mais precisão. Antes eu ia várias vezes e não acertava muitos cruzamentos", revelou. "Agora vou na convicção. Com as pernas mais inteiras, dá para acertar mais cruzamentos", pontuou o jogador de 33 anos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas