Gerente oferece bananas a funcionários negros no Dia da Consciência Negra e é preso

brasil
23.11.2015, 14:52:00
Atualizado: 23.11.2015, 16:29:44

Gerente oferece bananas a funcionários negros no Dia da Consciência Negra e é preso

O crime aconteceu em um restaurante na Zona Norte do Rio de Janeiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O gerente de um restaurante na Zona Norte do Rio de Janeiro foi preso em flagrante por injúria racial após oferecer bananas a três entregadores de bebidas negros. Ascendino Correia Leal, gerente do Garota da Tijuca, pretendia fazer uma "homenagem" aos funcionários no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.

De acordo com o portal G1, o crime aconteceu no momento de trabalho do funcionários. "Ele foi em cada um de nós e ofereceu as bananas e disse que era em homenagem ao Dia da Consciência Negra. E ainda completou que ‘é uma para cada um que vocês, que são todos da mesma raça", disse Leonardo Valentim, motorista do caminhão.

Entregador exibe banana que teria recebido do gerente do bar Garota da Tijuca (Foto: Leonardo Valentim/ Arquivo pessoal)
Leonardo Valentim, motorista do caminhão vítima de injúria racial  
(Foto: Arquivo Pessoal)

O gerente ainda teria tentado amenizar a "brincadeira" entrando rindo no restaurante. No entanto, os funcionários discutiram com Leal e chamaram a polícia. Leonardo disse que chegou a pensar em agredir o homem, mas repensou e chegou a conclusão de que isso transformaria o criminoso em vítima. Desde o ocorrido, o gerente está licenciado do estabelecimento.

Leal pagou fiança de R$ 800 e foi liberado no mesmo dia. Se for julgado, ele poderá pegar de um a três anos de prisão, além da multa. "A gente vê isso acontecendo pela TV, com jogadores de futebol, e até com artistas, como a Taís Araújo, e não imagina que uma coisa dessas vai acontecer com a gente", disse Leonardo.

Bananas foram oferecidas aos entregadores por um gerente do bar Garota da Tijuca (Foto: Leonardo Valentim/ Arquivo pessoal)
(Foto: Arquivo Pessoal)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas