GM e Honda assinam acordo para aliança estratégica na América do Norte

mundo
04.09.2020, 12:25:00
A americana General Motors e a japonesa Honda anunciaram uma inesperada parceria para o desenvolvimento de novas tecnologias automotivas (Foto: Divulgação)

GM e Honda assinam acordo para aliança estratégica na América do Norte

Fabricantes farão novos carros em conjunto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em abril, a General Motors anunciou que a Honda irá incorporar os serviços de segurança, emergência e serviços conectados do OnStar aos dois veículos elétricos totalmente novos da empresa japonesa, com base na plataforma EV global da GM, integrando-os com o HondaLink.

Foi o primeiro indício de uma aliança, que se confirmou essa semana. De acordo com um comunicado em conjunto, ambas afirmaram essa que:"Após extensas discussões preliminares, as empresas assinaram um memorando de entendimento não vinculativo para o estabelecimento de uma aliança automotiva na América do Norte. O escopo da aliança proposta inclui uma gama de veículos a serem vendidos sob as marcas distintas de cada empresa, bem como cooperação em compras, pesquisa e desenvolvimento, e serviços conectados".

Sob a aliança proposta, Honda e GM irão colaborar em uma variedade de segmentos na América do Norte, com a intenção de compartilhar plataformas de veículos em comum, incluindo sistemas de propulsão eletrificados e de combustão interna, alinhados com as plataformas de veículos. As discussões sobre o planejamento de desenvolvimento conjunto começarão imediatamente, e o trabalho de engenharia começará no início de 2021. 

A relação GM-Honda, que começou há mais de duas décadas, inclui a recente colaboração entre as empresas em células de combustível, baterias e o veículo autônomo compartilhado Cruise Origin. 

"Esta aliança ajudará as duas empresas a acelerar o investimento em futuras inovações em mobilidade, disponibilizando recursos adicionais. Dado nosso forte histórico de colaboração, as empresas perceberam sinergias significativas no desenvolvimento do portfólio atual de veículos", disse Mark Reuss, presidente da General Motors.

"Por meio dessa nova aliança com a GM, podemos alcançar eficiências de custo substanciais na América do Norte, o que nos permitirá investir em tecnologia de mobilidade futura, enquanto mantemos nossas próprias ofertas de produtos distintos e competitivos. Combinando os pontos fortes de cada empresa e determinando cuidadosamente o que faremos por conta própria e o que faremos em colaboração, nos esforçaremos para construir uma relação ganha-ganha para criar novo valor para nossos clientes", disse Seiji Kuraishi, vice-presidente executivo da Honda Motor Co., Ltd.

As empresas não confirmam essa aliança em outros continentes, mas é esperado que a parceria avance. É a tendência do que vem acontecendo nos últimos anos com foco na redução de custos. Um exemplo foi o desenvolvimento em conjunto pela GM e pela Ford de uma transmissão de 10 marchas, que é utilizada no Camaro e no Mustang.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas