Goethe-Institut Salvador-Bahia terá programação especial de 60 anos

entretenimento
29.06.2022, 14:00:00
Márcio Meirelles e Alejandra Muñoz estão no primeiro dia do ciclo de conversas (Fotos: 1) divulgação; 2) Ricardo Melo/divulgação)

Goethe-Institut Salvador-Bahia terá programação especial de 60 anos

Ciclo de debates é em parceria com a UFBA. Encontros começam no dia 29, 19h

O Goethe-Institut Salvador-Bahia comemora 60 anos de fundação e está organizando um calendário especial. Começa hoje o Atemporalidades – Ciclo de Debates, em parceria com a Ufba. O primeiro encontro será nesta quarta (29), às 19h, no Teatro do Goethe-Institut. A conversa será sobre Cultura e Cidade – Quo Vadis Salvador? (Para onde vais, Salvador?)”.

Mediado por Alejandra Muñoz, arquiteta, curadora e professora da Escola de Belas Artes (EBA/UFBA), o papo terá participação do encenador e gestor cultural Márcio Meirelles, o designer gráfico e arquiteto Igor Queiroz, além de Francisco Senna, professor aposentado da Faculdade de Arquitetura (FAUFBA) e historiador.

Serão seis momentos de debates sobre assuntos que aparecem recorrentemente nos eventos realizados no Goethe-Institut Salvador-Bahia ao longo destes últimos 60 anos, e que seguem como reflexões importantes nos tempos contemporâneos. As trocas passearão por temas como cultura, desenvolvimento urbano, inovação, diversidade, artes, literatura e relações internacionais.

FUTURO
O Teatro do Goethe-Institut receberá várias vozes da cena local, contando com suas perspectivas para leituras mais diversas sobre a capital baiana.

Assim, a programação do Atemporalidades olha para o passado e presente de Salvador no intuito de empreender uma compreensão sobre seus possíveis futuros.

Friederike Möschel, diretora do Goethe-Institut Salvador-Bahia, celebra a presença de um instituto cultural e linguístico no Nordeste do Brasil há tanto tempo. “Estamos felizes por, após os dois últimos anos pandêmicos, podermos abrir novamente o instituto para eventos emocionantes neste contexto de aniversário, celebrando com nossos amigos”.

João Carlos Salles, reitor da UFBA, compartilha com o Goethe-Institut Salvador-Bahia a celebração de seus 60 anos neste 2022. Além disso, o doutor em filosofia frequenta a instituição desde os 15 anos, vindo da cidade de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, no ano de 1977, e viu-se exposto à circulação de ideias, pessoas e corpos possibilitada pelo Goethe-Institut.

“Naquele momento em que a Universidade estava mais recolhida e censurada, por conta da ditadura, o Goethe-Institut cumpria, um pouco, o papel de uma Universidade. As pontes estabelecidas entre a universidade, a sociedade e o Goethe-Institut Salvador-Bahia criavam manifestações disruptivas pela possibilidade de construírem um tecido novo”, completa o reitor.

ATEMPORALIDADES – CICLO DE DEBATES

Quando: 29 de junho (quarta-feira) a 27 de setembro, 19h

Onde: Teatro do Goethe-Institut Salvador-Bahia

(Avenida Sete de Setembro, 1809 – Corredor da Vitória)

Entrada gratuita (até a capacidade máxima do espaço)


PROGRAMAÇÃO:

29 de junho, 19h:

Cultura e cidade – Quo Vadis Salvador? (Para onde vais, Salvador?)

Cultura em suas diversas manifestações artísticas ou comunitárias desenham a dinâmica e a identidade de uma cidade. O urbanismo e as transformações estruturais que a cidade sofre orientam a circulação de ideias, pessoas e estilo de vida de um lugar. O Goethe-Institut acompanhou esse movimento e inter-relação nos últimos sessenta anos, também participando dele. Nesta mesa, a pergunta se volta para o futuro da relação cultura e cidade. Para onde vais, Salvador?

com Márcio Meirelles, Igor Queiroz e Prof. Dr. Francisco Senna (UFBA)

Mediação: Profa. Dra. Alejandra Muñoz (UFBA)


13 de julho, 19h:

Bahia e sua herança afrobrasileira

A cidade de Salvador é um território de encruzilhada no qual diferentes povos vindos de África, Europa, além de populações indígenas locais confluíram para a construção de uma identidade e de uma história. A herança afrobrasileira pulsa na gênese e no futuro da cidade em diferentes aspectos.

com Prof. Dr. Ayrson Heráclito (UFRB), Deisiane Barbosa, Goya Lopes e Zulu Araújo

Mediação: Prof. Dr. Moises Alves (UEFS)


27 de julho, 19h:

Língua estrangeira no contexto da crescente globalização e do turismo

A crescente globalização verificada ao longo das últimas décadas e o turismo internacional, proporcionado pela facilidade de circulação de pessoas globalmente, gera novos mercados e fomenta relações culturais, comerciais e de oportunidades em todas as áreas. As línguas estrangeiras jogam um importante papel nessa dinâmica.

com Frank Emmerich e João Victor Oliveira

Mediação: Dra. Petra Schaeber – Cônsul Honorária da Alemanha na Bahia


17 de agosto, 19h:

Desenvolvimento urbano e sustentabilidade

Desenvolvimento em todos os setores gera impactos positivos e negativos. No caso de uma cidade, o desenvolvimento urbano dessa, espera-se, deve estar em consonância com uma visão que considera a sustentabilidade em todos as suas dimensões (econômica, social, cultural, ambiental, tecnológica e etc). Como Salvador está se movimentando neste cenário?

com Ivana Magalhães, André Fraga, Prof. Ms. Dilton Lopes Júnior e Luis Gaban

Mediação: Ed Santana


14 de setembro, 19h:

Uma cidade para todes – Diversidade

Uma grande metrópole abriga diferentes grupos de pessoas e precisa oferecer espaço para todas. Diversidade e inclusão são fundamentais. Salvador é uma cidade para todes? Nesse sentido, a mesa pretende incluir vozes de grupos como o da população idosa, pessoas portadoras de deficiências, além das comunidades LGBTQIA+ e negra para tentar responder a esta pergunta.

com Ednilson Sacramento e Keyla Sympson

Mediação: Drando. Eder Luis Santana


21 de setembro, 19h:

Um tal teatro – Desenvolvimento dramático entre 1960 e hoje

O teatro e a dramaturgia são presenças marcantes na história dos 60 anos do Goethe-Institut. O espaço foi um grande fomentador de novas linguagens ao longo da sua existência na cidade. A Escola de Teatro da UFBA figura entre uma das mais antigas do Brasil e a tradição teatral de Salvador é um tópico relevante na história do teatro brasileiro. A mesa refletirá sobre esse histórico pontuando momentos importantes e a participação do Goethe-Institut.

com Prof. Dr. Raimundo Matos Leão (UFBA), Profa. Dra. Carmen Paternostro Schaffner (UFBA) e Prof. Dr. Celso Junior (UFRB)

Mediação: Dr. Aldri Antônio Alves da Anunciação


27 de setembro, 19h:

O que vem após do Jorge Amado? Literatura no Nordeste

A mesa pretende debater a literatura contemporânea na Bahia e no Nordeste. Com a pergunta provocadora: “O que vêm após Jorge Amado?” espera-se mostrar o quanto de rica literatura vem sendo produzida.

com Ordep Serra, Rita Santana, Itamar Vieira Junior e Luciany Aparecida

Mediação: Marielson Carvalho

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas