Gol do Vitória já teve quatro titulares; veja quem rendeu mais

e.c. vitória
28.07.2018, 05:13:00
Gol rubro-negro já teve quatro titulares diferentes na temporada (Fotos: Maurícia da Matta/EC Vitória)

Gol do Vitória já teve quatro titulares; veja quem rendeu mais

Veja quem tem pior média com as luvas do rubro-negro

Quando o assunto é escalação de um time de futebol, a peça que costuma mudar menos vezes é o goleiro. A troca na posição normalmente acontece por lesão ou suspensão, mas, no Vitória, o cenário é bem diferente. As traves não têm dono e as luvas passam de mão em mão. 

Só nesta temporada, quatro atletas já foram escalados como titulares no gol da equipe: Elias, Ronaldo, Caíque e Fernando Miguel - este último já não pertence mais ao elenco e, atualmente, atua pelo Vasco.

Tanta mudança tem uma explicação: o rubro-negro precisa ajustar melhor a sua defesa. Afinal, já são 59 gols sofridos no ano, em 44 partidas, o que dá ao time a alcunha de segunda pior defesa entre todos os clubes que disputam a Série A – oficialmente, é considerado que o Leão tomou 61 gols, porque o placar do polêmico Ba-Vi que terminou por W.O. é 3x0, mas naquela partida o time sofreu apenas um gol com bola rolando.

Mesmo assim, o Vitória segue tendo melhor rendimento defensivo apenas do que o Vasco, que teve as redes balançadas 62 vezes e em menos jogos: 41, ao todo. 

Agora, a bola da vez é Ronaldo. O garoto, de 21 anos, fez sua estreia profissional este ano, em jogo decisivo contra o Sampaio Corrêa, pelas quartas de final da Copa do Nordeste. Não deu mole. Seguro, com bom tempo de bola e posicionamento, ele voltou a ter oportunidade na quinta-feira passada, diante do Sport, no Barradão, pelo Campeonato Brasileiro, e novamente fechou o gol. Assim, deve continuar debaixo das traves rubro-negras no domingo (29), às 16h, contra o Atlético-PR, em Curitiba. 

O retrospecto de Ronaldo é bom. Embora tenha apenas três jogos na carreira profissional, ele ainda não sofreu nenhum gol. Dos atletas que já foram titulares no Leão, quem ostenta a pior média é Elias, que até então era o titular da equipe. Ele tem oito jogos pelo Vitória, todos pelo Brasileirão, e tomou 17 gols (média de 2,1 gols por jogo). 

Em seguida, vem Caíque, com 14 jogos e 21 gols (média de 1,5 gols por jogo). Apesar de ter média melhor, o jogador ficou mais marcado pelo torcedor, após cometer alguns erros bobos em jogos importantes no ano, inclusive no confronto que eliminou o Vitória precocemente do Nordestão, ainda nas quartas de final. Na ocasião, o Vitória perdeu por 3x0 do Sampaio com dois gols que nasceram de vacilos do goleiro. 

Já Fernando Miguel foi quem mais jogou. O atual vascaíno entrou em campo pelo rubro-negro 19 vezes nesta temporada e sofreu 21 gols – no entanto, considera-se 23, já que ele era o titular no clássico do W.O – média de 1,2.  
Além dos quatro goleiros que já atuaram, o Vitória tem ainda dois que nunca foram titulares. Um é Diego Washington, que veio das categorias de base, e outro é João Gabriel, contratado recentemente do Cianorte-PR, durante a pausa da Copa.

O técnico Vagner Mancini ainda não decidiu se João Gabriel chega para disputar vaga no time titular ou se, por enquanto, só vai compor o elenco.

Tamanho é documento?
O dono da pior média entre os goleiros, Elias, é também o mais baixinho de todos que estão no elenco, com 1,86 m. Em seguida vem o novato João Gabriel, com 1,90 m, apenas um centímetro mais baixo que Fernando Miguel. 

O mais alto é o caçula Diego, 19 anos, que ainda não estreou e tem 2,05 m. Já Caíque tem 1,98 m, enquanto Ronaldo tem 1,94 m.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas