GOL volta a ter voos de Salvador para 25 destinos

salvador
21.05.2021, 07:22:00
Atualizado: 21.05.2021, 09:24:48
(Foto: Divulgação/ Will Recarey)

GOL volta a ter voos de Salvador para 25 destinos

A companhia aérea começa a retomada na segunda (24) e todos os 25 destinos já estarão em operação até julho

A Vinci Airports, empresa que administra o Aeroporto de Salvador, anunciou nessa quinta-feira (20) que, a partir da próxima segunda-feira (24), a capital baiana vai voltar a ser base de voos da companhia aérea GOL para 25 cidades brasileiras. A retomada será feita aos poucos, mas estará completa em julho. Com isso, ocorrerá um aumento de 266% nos voos da companhia em comparação com o mesmo mês de 2020, com uma média de mais de 20 decolagens em 40 minutos. Até agosto, serão cerca de 80 voos a mais por semana em operação. Para os especialistas, a notícia representa para Salvador a recolocação da cidade no cenário nacional e uma esperança para combater os efeitos da pandemia sobre o setor de turismo. 

A GOL atualmente faz voos de Salvador para 11 cidades. Em janeiro deste ano, eram 25 destinos, quantidade reduzida devido à pandemia do novo coronavírus. Agora, a companhia reativa o seu hub no aeroporto de Salvador. Hub é como se chama um ponto de distribuição de voos que funciona como local de conexão para que companhias aéreas transfiram seus passageiros até seus destinos finais. 

A partir de segunda, o aeroporto de Salvador terá um novo impulso no tráfego de passageiros, já retomando voos para seis destinos: São Luís (MA), Vitória (ES), Goiânia (GO), Natal (RN), Campinas (SP) e Maceió (AL). Serão quatro partidas semanais às segundas, quartas, sextas e domingos. 

Em 18 de junho, será a vez de os voos para Teresina (PI) e João Pessoa (PB) serem retomados. No dia 19, a GOL voltará a voar de Salvador para Palmas (TO) e Porto Alegre (RS). Com isso, Salvador terá mais uma vez ligação direta com todas as cinco regiões do país. Já no dia de 2 de julho, Curitiba (PR) e Petrolina (PE) passam a integrar a lista, completando os 25 destinos que eram operados pela companhia em janeiro. 

A GOL já voa a partir de Salvador para os aeroportos de Guarulhos (SP), Congonhas (SP), Santos Dumont (RJ), Galeão (RJ), Confins (MG), Brasília (DF), Aracaju (SE), Recife (PE), Fortaleza (CE), e para ascidades baianas de Barreiras, Vitória da Conquista, Ilhéus e Porto Seguro.


(Foto: Divulgação/ Will Recarey)

O gerente de Marketing e Negócios Aéreos do Salvador Bahia Airport, Marcus Campos, explica a mudança. “Palmas, São Luís e Teresina são destinos que nós nunca tivemos aqui com voos regulares. Há mais de 10 anos nós não tínhamos voos para todas as capitais do nordeste. E agora é possível ir até Porto Alegre e Curitiba sem fazer conexões em São Paulo. Salvador vem ganhando uma relevância maior nesse cenário e se tornado uma boa opção para fazer frente com os tradicionais hubs do país, que são Rio de Janeiro e São Paulo”, coloca.

Para Campos, a notícia representa um processo de recuperação da cidade no cenário nacional. “Estamos em um processo de recuperação muito positivo, considerando as circunstâncias atuais. Durante a pandemia, o segmento de negócios e de visitas a amigos e parentes têm sido muito importante para as companhias aéreas. Além disso, a Bahia tem a maior economia do Nordeste e isso tudo é importante para a atração de voos”, afirma.

“Em linhas gerais, o aeroporto de Salvador, até antes da concessão [2017], era considerado um dos piores aeroportos do Brasil e isso fez com que a cidade perdesse muita competitividade. O aeroporto de Recife, por exemplo, tem o hub da Azul desde 2015, enquanto o hub da GOL em Salvador só teve início em julho de 2020”, completa. 

O secretário municipal de turismo, Fábio Mota, destaca a importância da iniciativa para a cidade. “Salvador é uma cidade que depende muito de serviço e o turismo está inserido nesse contexto. Estamos com uma série de estratégias desde janeiro, vínhamos conversando com a GOL e a contribuição da companhia foi esse aumento de voos aqui. Isso vem coroar todo esse trabalho que estamos fazendo”, diz o secretário.
 
Para o presidente da Federação Baiana de Turismo e Hospitalidade (Fetur-BA), Sílvio Pessoa, a notícia é motivo de animação para o setor de turismo. “Essa notícia do aumento do número de voos é a melhor que temos no ano para o turismo. Nós hoje estamos cabisbaixos, sem saber se vamos conseguir pagar as contas. Nossos hotéis fecharam em abril com 20% de ocupação, sendo que o ponto de equilíbrio é 50%, ou seja, estamos trabalhando no vermelho. E nossos bares e restaurantes estão quebrados”, afirma.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), de janeiro a abril deste ano, Salvador sofreu uma queda de 37,7% do número de turistas em relação ao mesmo período de 2020. Também houve redução na taxa média de ocupação hoteleira de 35,08% nos mesmos parâmetros. 

“O turismo é a mola propulsora da economia de Salvador. Interagimos com mais de 50 setores e somos a mola propulsora da economia, depois do agronegócio. O turismo, segundo dados da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), representa 7,5% do PIB do estado e 20% do de Salvador. Então, em meio a tantas notícias desanimadoras nessa pandemia, essa notícia é fantástica. Temos que trabalhar com responsabilidade e seguindo protocolos, mas as empresas não podem quebrar e, principalmente, os colaboradores não podem ficar sem emprego”, completa Pessoa. 

(Foto: Divulgação/ Will Recarey)

Para o presidente da associação Salvador Destination, Roberto Duran, a novidade também é animadora. “É uma excelente notícia para Salvador, para voltarmos a ser competitivos em termos de fluxo aéreo. A cidade estava abandonada pelos gestores anteriores, ficou degradada, mal posicionada, sem um cuidado pelos atributos. Mas vínhamos num processo de retomada do crescimento de Salvador como destino nos últimos anos a partir de um novo olhar do poder público para a cidade, retomando o nosso lugar que nunca deveria ter sido perdido”, pontua.

Mas, segundo ele, a pandemia atrapalhou esse crescimento e ainda serão necessários mais esforços. “A cidade, infelizmente, ainda está com uma movimentação turística muito baixa, até por conta das restrições impostas pela pandemia. Agora, quem viaja procura locais de praia, de campo, que entendem como mais seguros e também com menos restrições. Os grandes centros urbanos, não é só Salvador, acabam prejudicados nesse sentido. Boa parte do fluxo que chega no aeroporto de Salvador vai em direção ao Litoral Norte, em busca de grandes hotéis e resorts; esse movimento vem acontecendo na última década e se acelerou com a pandemia”, analisa.

O secretário municipal de turismo, Fábio Mota, concorda. “Temos esse registro, isso vem acontecendo há bastante tempo e, para a cidade de Salvador, não é positivo. Estamos trabalhando para que o turista saia do aeroporto e vire à esquerda, não vire à direita, ou que fique em Salvador e depois explore o Litoral Norte”, diz o secretário. 

Mota também apontou as estratégias que estão sendo adotadas para alavancar o turismo na cidade. “Também estamos trabalhando para que as pessoas que fazem conexão em Salvador fiquem aqui pelo menos um ou dois dias na cidade. Estamos pensando em promoções com hotéis, com as companhias, entradas gratuitas nos equipamentos turísticos como museus e fortes. E pensamos também estratégias gerais para trazer para a cidade o turismo interno tanto da Bahia como do Brasil, que é o forte na pandemia, já que há muitas restrições para se viajar para fora do país”, acrescenta.

Salvador na rota

Além de hub da GOL, Salvador foi escolhida como a primeira capital do Nordeste para receber voos da nova companhia aérea brasileira Itapemirim. Essa companhia deve iniciar as operações na capital a partir do final de junho. Serão apenas duas cidades do nordeste atendidas pela companhia: Salvador e Porto Seguro.

Salvador ainda passará a ter de volta, em julho, a companhia espanhola Air Europa, com voos para Madri que acontecerão duas vezes por semana. Atualmente, Salvador tem operações da Gol, Azul, Latam, Voepass e TAP, até então a única com voo internacional, com o trecho Salvador - Lisboa, também com frequência de duas vezes na semana.

A retomada da demanda para Salvador acontece depois de alguns anos de perdas. A Bahia perdeu o hub da GOL para o Ceará, em 2017. Em janeiro de 2016, perdeu o hub da Azul, que concentrou as ações em Pernambuco, na capital Recife.

Devido a esse panorama, o governo do estado reduziu o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o querosene de aviação (QAV) na Bahia em 2019. “As companhias aéreas puderam obter alguns benefícios em relação ao abastecimento. É importante dizer que alguns estados brasileiros aplicam um ICMS de 25% sobre o querosene da aviação. A Bahia tem uma média de menos de 10% para quase todas as companhias aéreas. É um ICMS competitivo para as companhias que investem na Bahia”, colocou o gerente de Marketing e Negócios Aéreos do Salvador Bahia Airport, Marcus Campos 

Em meio a restrições a viajantes internacionais, desvalorização do real e brusca queda na demanda, as companhias precisaram refazer os cálculos para não sucumbir à crise. Com a reabertura econômica e gradual retomada da demanda por voos, a GOL passou a investir mais em Salvador desde outubro de 2020.
  
Confira os destinos que serão retomados pela GOL em Salvador:  

A partir de 24 de maio:

  • Campinas – 4x por semana em maio; diário a partir de 18 de junho; 2x por dia a partir de 01 de agosto  
  • Goiânia - 4x por semana em maio; 5x por semana a partir de 18 de junho; 9x por semana a partir de 29 de junho; pico de 12x por semana a partir de 12 de julho 
  • Maceió - 4x por semana em maio; diário a partir de 18 de junho 
  • Natal - 4x por semana em maio; diário a partir de 18 de junho 
  • São Luís - 4x por semana em maio; 5x por semana em julho 
  • Vitória - 4x por semana em maio; diário a partir de 18 de junho 

A partir de 18 de junho: 

  • Teresina - 3x por semana; 04x a partir de julho 
  • João Pessoa – 4x por semana  

A partir de 19 de junho:  

  • Palmas – 3x por semana; 4x por semana a partir de julho 
  • Porto Alegre – 05x por semana  

A partir de 02 de julho:  

  • Curitiba - 06x por semana
  • Petrolina – 06x por semana

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas