Goleiro Bruno acerta com o Boa Esporte por dois anos

Futebol
10.03.2017, 16:53:00
Atualizado: 10.03.2017, 17:07:13

Goleiro Bruno acerta com o Boa Esporte por dois anos

Após deixar a prisão, arqueiro ex-Flamengo irá defender cores do time de Varginha na Segunda Divisão do Campeonato Mineiro e na Série B do Brasileiro.

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O goleiro Bruno já tem um novo clube para defender. Solto no dia 24 de fevereiro, após um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-jogador de Flamengo, Corinthians e Atlético-MG vai defender as cores do Boa Esporte, time de Varginha (MG).

Bruno posa com a camisa do Boa, ao lado de advogado, empresário e dirigentes do clube mineiro (Foto: Divulgação)

"Saímos da reunião agora. Ainda não está assinado (o contrato), porque a minuta acabou de ser feita, mas ele se apresenta ao clube na segunda. O contrato é de 24 meses", afirmou o advogado de Bruno, Lúcio Adolfo, ao site Superesportes, nesta sexta (10).

O Boa é o atual campeão da Série C e atua também na Segunda Divisão do Campeonato Mineiro. A última vez que Bruno, atualmente com 32 anos, entrou em campo foi em 5 de junho de 2010, pelo Flamengo, pela Série A do Brasileiro. 

O goleiro foi preso em agosto do mesmo ano acusado de ser o mandante da morte da ex-namorada Eliza Samudio, com quem teve um filho. Bruno não queria pagar a pensão e acabou arquitetando o assassinato de Eliza. Ele foi condenado a 22 anos e 3 meses por homicídio triplamente qualificado, cácere privado e sequestro e ocultação de cadáver. Cumpriu sete anos, até ser solto pelo STF por não ter sido condenado em segunda instância ainda.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas