Governadores do Nordeste divulgam carta contra fim do piso para Saúde e Educação

brasil
24.02.2021, 20:11:00
Atualizado: 24.02.2021, 20:19:09
(Fernando Vivas/GOVBA)

Governadores do Nordeste divulgam carta contra fim do piso para Saúde e Educação

Fim da destinação dos recursos para saúde e educação está previsto no relatório da PEC Emergencial, de autoria do senador Márcio Bittar, com aval do Governo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Governadores dos nove estados do Nordeste divulgaram, nesta quarta (24), uma carta contra a extinção do gasto mínimo para saúde e educação, que é uma proposta defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

O fim da destinação dos recursos para saúde e educação está previsto no relatório da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial, de autoria do senador Márcio Bittar, do Acre, e atende a um desejo da equipe do ministro da Economia.

Na prática, o projeto cria um mecanismo para controle do aumento de despesas em momentos de crise nas contas públicas.

O projeto é considerado fundamental pelo Governo Federal para uma nova rodada do auxílio emergencial em 2021.

O argumento da equipe econômica é que, sem a vinculação dos recursos para saúde e educação, a União, estados e municípios ficaram com Orçamento mais livre para decidirem onde aplicar o dinheiro.

A ideia, que já sofre críticas de senadores, também não agradou os governadores do Nordeste.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas