Grafiteiro é espancado e morto a tiro enquanto trabalhava no Imbuí

salvador
13.02.2020, 12:49:00
Atualizado: 13.02.2020, 22:30:17

Grafiteiro é espancado e morto a tiro enquanto trabalhava no Imbuí

Scank foi o responsável por pintar a vaca da CowParade que está no CT do Bahia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


Foto: Reprodução

O grafiteiro Jailson Galdino Souza dos Santos, 27 anos, conhecido popularmente como Scank, foi morto com um tiro pelas costas enquanto trabalhava com um amigo na Avenida Jorge Amado, próximo à entrada do Bate Facho, bairro do Imbuí, na madrugada desta quinta-feira (13). O amigo dele, identificado como Jerry, foi espancado e socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Marback. Não há informações sobre os autores do crime.

Leia mais: 'Era o melhor calígrafo de Salvador', diz professora sobre artista morto a tiro

De acordo com familiares, Scank e Jerry estavam parados e conversando antes de iniciar a pintura de um muro na Jorge Amado, quando cerca de cinco homens armados surgiram e começaram o espancamento. Ao tentar fugir, Scank foi baleado com um único tiro e morreu no local. Os familiares, no entanto, garantem que os rapazes não tinham qualquer rixa com alguém que possa ter cometido o crime.

"Eles estavam trabalhando, fazendo o que mais gostavam. Não sabemos o que aconteceu de fato, era de madrugada. Quando fomos avisados, já tinha uma equipe da polícia no local aguardando a remoção do corpo", contou a ex-sogra do grafiteiro, Roca Alencar.

Scank foi o artista responsável pela pintura de uma das vacas da CowParade, comprada e exposta atualmente no Centro se Treinamento do Bahia, em Dias D'ávila. Ao CORREIO, a mãe do artista, a autônoma Leonice Gaudino, contou que o filho não tinha nenhuma relação com o local do crime e ele que estava apenas trabalhando com o amigo, a quem conhecia há mais de 10 anos e com quem trabalhava junto em projetos.

(Foto: Acervo Pessoal)

"Meu filho não andava naquela região, ele foi ali somente para fazer o trabalho dele. Não sei como aconteceu. Só me falaram que mataram ele pelas costas, com um único tiro. Ele fazia as pinturas dele e, nas horas vagas, me ajudava com as vendas e entregas das minhas quentinhas. Eu tinha três filhos, agora tenho só dois. Muito triste essa situação", afirmou.

O corpo de Jailson ainda está no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMlRN) aguardando liberação dos familiares. No entanto, o enterro do rapaz já foi agendado para às 14h desta sexta-feira (14), no Cemitério Municipal de Brotas.

Em nota, a Polícia Militar diz que foi acionada e já encontrou Scank ferido na rua. "No início da manhã desta quinta-feira (13), o Cicom informou que havia um elemento caído ao solo na Avenida Jorge Amado, no Imbuí. Uma viatura da 39ª CIPM chegou e isolou a área. O DHPP e o DPT estiveram no local. O corpo foi removido ao IML", diz o texto. Já a Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico). 

Hoje, a partir das 18h, amigos de Scank farão um ato na pista de skate dos Barris, onde farão uma arrecadação para ajudar a pagar os custos do enterro. Quem quiser ajudar pode fazer um depósito para Roselene Cássia de Alencar (CPF 31325246549), na Caixa Econômica Federal, com os seguintes dados: Agência 1021,conta corrente 7558-8.

Confira algumas grafitagens de Scank espalhadas por Salvador.

* Sob supervisão do chefe de reportagem Jorge Gauthier.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/depois-de-zidane-renata-fan-recebe-parabens-de-david-beckham-assista/
Ex-jogador inglês enviou mensagem que foi reproduzida no ‘Jogo Aberto’, da Band
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pf-cumpre-mandados-contra-quadrilha-que-fraudou-mais-de-r-4-milhoes-do-inss/
O grupo é investigado por, pelo menos, 80 benefícios previdenciários suspeitos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/5-filmes-que-voce-deve-assistir-para-apreciar-as-trilhas-de-ennio-morricone/
Compositor, que morreu aos 91 anos, era grande nome da música no cinema
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-baiano-hiran-lanca-segundo-disco-galinheiro/
Disco tem participações especiais de Tom Veloso, Majur e outros artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-baiana-que-revela-salvador-sombria-ja-esta-disponivel-no-amazon-prime/
Produção tem roteiro e direção de Julia Ferreira, baiana que estudou cinema em Londres e Madri
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netos-de-luiz-gonzaga-divulgam-nota-de-nojo-por-uso-de-musica-em-live-de-bolsonaro/
Jair Bolsonaro convidou o presidente da Embratur para tocar durante a live da última quinta
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/elza-soares-aos-90-e-cheia-de-projetos/
Cantora lança releitura de 'Juízo Final' e faz live neste sábado (4), com participação de Flávio Renegado
Ler Mais