Guerra de espadas está proibida em Senhor do Bonfim pelo 3º ano consecutivo

bahia
11.06.2019, 05:00:00
Batalhas acontecem nas ruas de diversos municípios do interior (Foto: Arquivo CORREIO)

Guerra de espadas está proibida em Senhor do Bonfim pelo 3º ano consecutivo

Associação que representa os espadeiros vem à Salvador discutir o assunto

O São João está chegando e com ele a polêmica da guerra de espadas. Todos os anos há uma queda de braço entre os espadeiros e o Ministério Público do Estado (MP-BA), que intensificou a campanha contra a atividade em 12 municípios baianos. Em Senhor do Bonfim, no Centro-Norte do estado, existe uma determinação judicial desde 2017 que proíbe as batalhas, consideradas ilegais também pelo Estatuto do Desarmamento.

Nesta terça-feira (11), integrantes da Associação Cultural de Espadeiros de Senhor do Bonfim (Acesb) vêm a Salvador para uma reunião com deputados estaduais e representantes do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural do Estado da Bahia (Ipac), na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba).

Segundo George Nascimento, um dos líderes da Associação, o objetivo é discutir a possibilidade de tornar a guerra de espadas patrimônio cultural do estado. As batalhas estão proibidas por decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e por recomendação do MP desde 2017. Ele defende que a atividade é uma forma de aproximar as pessoas e que faz parte da cultural local.

“Esse é um momento de confraternização e de encontrar os amigos, além de ser uma tradição centenária e popular. Há dois anos, a Câmara de Vereadores tornou a atividade patrimônio cultural e imaterial da cidade. Agora, vamos tentar iniciar esse processo também em âmbito estadual, junto com alguns deputados”, afirmou.

No começo de junho, o MP lançou uma campanha de combate à guerra de espadas, intitulada ‘A vida vem antes da tradição’. Segundo o órgão, o objetivo é alertar e conscientizar a população para os perigos das batalhas que acontecem durante as festas juninas, no interior da Bahia.

A ação é realizada através de peças gráficas, cartazes, banners de lona, outdoor, anúncios em jornais e redes sociais. O MP lembra aos cidadãos que fabricar, possuir ou soltar espadas é crime, segundo o Estatuto do Desarmamento, cuja pena é de até seis anos de prisão, e que a brincadeira afronta o direito à saúde e segurança pública.

A campanha será trabalhada com mais ênfase nas cidades de Cruz das Almas, Senhor do Bonfim, Santo Antônio de Jesus, Sapeaçu, Muritiba, Cachoeira, Nazaré das Farinhas, Muniz Ferreira, São Felipe, São Félix, Castro Alves e Campo Formoso.

Homem carrega espada acesa durante festa de São João (Foto: Arquivo)

Classificação
A associação que representa os espadeiros discorda do entendimento do MP. Segundo George, apesar dos riscos, a brincadeira faz parte da tradição. Ele defende que as espadas não se enquadram na definição de arma de fogo e nem como artefato explosivo ou incendiário, mas disse que respeita o posicionamento do TJ-BA.

“A Associação orienta os espadeiros a cumprirem a decisão judicial, só que não temos controle. Por se tratar de uma ação popular, nem todos os espadeiros são associados, e a Associação não tem esse domínio sobre a população de forma geral”, disse.

Atualmente, existem cerca de 300 associados na instituição, mas a estimativa da Acesb é que cerca de 3 mil a 5 mil pessoas participem das guerras de espadas durante os festejos juninos no município. No ano passado, houve confrontos entre policiais militares e foliões, e há dois anos um espadeiro está respondendo a processo por conta da brincadeira.

Além da iniciativa para tornar as batalhas patrimônio cultural do estado, a Associação contratou uma empresa para levantar o percentual, entre os moradores de Senhor do Bonfim, daqueles que aprovam e dos que desaprovam a atividade. A meta é entrevistar 30 mil pessoas.

A pesquisa será registrada e vai se juntar a um laudo pericial que classifica as espadas como fogos de artifício e que fará parte de uma representação judicial contra a proibição. O objetivo da categoria é conseguir a normatização da atividade. 

O CORREIO não conseguiu contato com a prefeitura de Senhor do Bonfim para repercutir o caso até a publicação desta reportagem.

Espadeiros e policiais entram em confronto em Senhor do Bonfim (Foto: reprodução TV São Francsico/ Arquivo) 

Confronto
No ano passado, o descumprimento da medida gerou confronto entre os espadeiros e policiais militares na noite de São João. O conflito aconteceu na Rua Costa Pinto, em Bonfim, local onde há 70 anos acontecem guerras de espadas.

O Corpo de Bombeiros esteve no local para apagar a fogueira que era usada para acender as espadas, mas foi impedido pelos espadeiros. Os PMs usaram spray de pimenta e balas de borracha para tentar dispersar a população, mas não conseguiram.

Um homem passou mal durante a confusão e precisou de atendimento. Os policiais deixaram o local e a batalha entre os foliões continuou. Naquele dia, 12 pessoas deram entrada com queimaduras leves nas unidades de saúde.

Em Cruz das Almas, no Recôncavo, outra cidade famosa pelas batalhas entre espadeiros, 61 pessoas tiveram queimaduras de 21 de junho a 25 de julho de 2018, segundo a Secretaria de Saúde. Também no ano passado, 8 pessoas foram presas no município por causa da guerra de espadas.

A fabricação dos fogos de artifício é fiscalizada pelo Exército Brasileiro e pelos os órgãos de segurança pública. Já o transporte em ônibus de substâncias inflamáveis de qualquer espécie é poribido. A recomendação é que o passageiro deixe para comprar os fogos apenas na cidade onde irá festejar o São João.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/atriz-chora-apos-whoopi-goldberg-criticar-divulgacao-de-nudes/
Bella Thorne postou fotos sensuais após ser ameaçada por hacker
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/voce-pagaria-mais-de-r-100-mil-em-um-suv-10/
Graças ao turbo, Volkswagen T-Cross apresenta bom rendimento. Confira o vídeo
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/video-mostra-assassino-de-ator-e-familia-fugindo-apos-crime/
Comerciante Paulo Cupertino está foragido após matar ator e os pais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/baco-exu-do-blues-desbanca-beyonce-e-jay-z-e-leva-premio-em-cannes/
Rapper baiano venceu o Gran Prix do festival Cannes Lions 2019
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/mucuge-sem-badalacao-sao-joao-segue-fiel-a-tradicao/
Cidade histórica da Chapada Diamantina é segunda parada da websérie São João na Estrada
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bandidos-poem-fogo-em-carro-com-reporter-da-tv-bahia-na-mala/
Ele conseguiu destrancar porta e escapar do carro em chamas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/angela-merkel-apresenta-tremor-no-corpo-durante-cerimonia-oficial/
Chanceler alemã estava ao lado do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-na-estrada-veja-os-preparativos-para-a-festa-em-senhor-do-bonfim/
CORREIO lança nesta segunda-feira (17) websérie especial com principais destinos no São João
Ler Mais