Gustavo lamenta empate com Doce Mel: 'Não é o que a gente queria'

e.c. bahia
07.03.2020, 21:08:47
Atualizado: 09.03.2020, 12:06:18
Gustavo, sobre o 0x0 com Doce Mel: "empate amargo" (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Gustavo lamenta empate com Doce Mel: 'Não é o que a gente queria'

Bahia ficou no 0x0 na Fonte Nova e viu chance de classificação antecipada ser adiada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O time de aspirantes do Bahia ficou no empate em 0x0 com o Doce Mel na noite deste sábado (7), na Fonte Nova, pela 7ª rodada do Baianão. Diante do vice-lanterna, o líder Esquadrão jogou abaixo do esperado e não conseguiu balançar a rede rival.

O resultado deixou os torcedores presentes frustrados, já que esperavam ver dois triunfos na rodada dupla - antes, a equipe principal havia vencido o Confiança, por 1x0, pela Copa do Nordeste. E também foi lamentado pelos jogadores.

"Empate amargo. Perdemos bastante gol cara a cara. Não pode acontecer. Mas somos líderes ainda. Isso não vai mais acontecer. Foi só um deslize", disse Gustavo, ao fim da partida.

Lepo também ressaltou as oportunidades desperdiçadas. "Sabíamos que seria difícil. O time deles tá em penúltimo e eles se fecharam. Infelizmente, tem dia que a bola não entra. É descansar e concentrar no próximo jogo", falou, em entrevista à Rádio Metrópole.

Com 15 pontos, o Bahia ainda está isolado na liderança do Campeonato Baiano. Mas perdeu a chance de se classificar para as semis neste fim de semana - para isso, tinha que ganhar e torcer por derrotas de Fluminense de Feira, Bahia de Feira e Atlético de Alagoinhas no domingo (8).

"Resultado não é o que a gente queria. A atuação também não foi como a gente vinha tendo. Mas não tem jogo fácil. Agora temos 15 dias para trabalhar e buscar o triunfo", falou Gabriel Esteves.

Na próxima rodada do Baianão, o Bahia visita o Atlético de Alagoinhas, no dia 22 (um domingo), às 16h. No mesmo dia, o Doce Mel encara o Jacobina, também fora, às 20h30.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas