Herói no Baiano, Gilberto quer ganhar título nacional com o Bahia

e.c. bahia
23.04.2019, 04:50:00
Atualizado: 23.04.2019, 08:20:52
Gilberto é o artilheiro do Bahia em 2019 com 14 gols marcados (Foto: Marina Silva/CORREIO)

Herói no Baiano, Gilberto quer ganhar título nacional com o Bahia

Atacante vibrou ao conquistar primeiro troféu com a camisa tricolor

A relação entre Gilberto e o Bahia não poderia estar melhor. Desde o ano passado no Esquadrão, o atacante caiu nas graças da torcida e tem retribuído o carinho com gols e também títulos. 

Autor do tento que deu ao tricolor o 48º Campeonato Baiano da sua história, no triunfo por 1x0 sobre o Bahia de Feira, no último domingo (21), o atacante comemorou a primeira conquista pelo clube, mas afirma que almeja voos maiores daqui pra frente. 

“O primeiro título, espero que posteriormente eu possa conquistar um título nacional, que é o que eu almejo tanto para o Bahia quanto para a minha carreira. Seria fundamental ter esse título com os torcedores do Bahia, com os funcionários do clube, porque são pessoas fenomenais”, afirmou Gilberto em entrevista ao CORREIO.

Artilheiro do Esquadrão na temporada, com 14 gols em 21 jogos, Gilberto revelou que estava incomodado pela seca nos cinco últimos jogos em que esteve em campo, mas comemorou por ter voltado a balançar as redes adversárias no momento certo. 

“Estava ansioso por não estar fazendo gols, mas fui capacitado por Deus. Deus nos deu o dom e o conhecimento de saber que nos momentos difíceis a gente tem que recorrer a ele. Ele sempre esteve do meu lado e me deu a oportunidade no dia certo, na hora correta, uma bola por um título. Tive a calma e consegui fazer isso. Só tenho que agradecer a Deus por esse primeiro título com a camisa do Bahia”, continuou. 

Apesar da felicidade por conquistar o Baianão, Gilberto não esconde a frustração por não ter chegado mais longe na Sul-Americana e Copa do Nordeste, competições que o tricolor tratava como prioridade e foi eliminado na primeira fase em ambas. 

“A gente não pode deixar de frisar que a gente queria chegar longe na Sul-Americana e na Copa do Nordeste. Ainda estamos vivos na Copa do Brasil, disputando uma vaga nas oitavas de final. Mas o estadual se torna importante sempre que chega na reta final. Foi dado o devido valor. O Bahia de Feira é um time com jogadores qualificados, com um treinador qualificado”, explicou Golberto, como é chamado carinhosamente pela torcida.

O Bahia agora se prepara  para  o jogo de volta da Copa do Brasil, na quinta, às 19h15, contra o Londrina, fora de casa. Na ida, o tricolor venceu tranquilo por 4x0.

No domingo, às 16h, o time do técnico Roger Machado faz a estreia na Série A, diante do Corinthians, na Fonte Nova.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas