Homem-gol? Rodrigão é o 30º reforço do Vitória na temporada

e.c. vitória
30.05.2022, 11:39:00
Rodrigão vai tentar assumir o papel de artilheiro do Vitória em 2022 (Anderson Stevens/Sport Club do Recife)

Homem-gol? Rodrigão é o 30º reforço do Vitória na temporada

Já em Salvador, centroavante de 28 anos é o 9º atacante contratado pelo Leão

Já na Toca do Leão, Rodrigão tem missão específica. Ele foi contratado para se tornar o homem-gol do Vitória. Nenhum jogador conseguiu alcançar o feito após cinco meses de temporada. Centroavantes como ele, Dinei e Santiago Tréllez, ídolos do clube, sequer estufaram a rede. Guilherme Queiróz anotou apenas um tento, em janeiro, na estreia do time em 2022. Eduardo, Rafinha, Luidy e Jadson, que já não faz parte do elenco, dividem a artilharia, com apenas dois gols marcados cada. 

Em Salvador desde sábado (28), Rodrigão aguarda o fim do contrato com o Sport para assinar a papelada com o Vitória. O vínculo com a equipe pernambucana se encerra amanhã (31) e o que iniciará com o clube baiano tem validade até o final da Série C do Brasileiro. Não há cláusula de produtividade. Ele se juntará ao elenco nos treinamentos a partir de quarta-feira (1º). A contratação do centroavante de 28 aos é a última cartada da diretoria rubro-negra, que não pretende fazer novas aquisições no mercado da bola. 

Rodrigão é o 30º jogador contratado para a temporada 2022, o 9º atacante. Antes dele, Guilherme Queiroz, Erik, Roberto, Luidy, Jefferson Renan, Santiago Tréllez, Thiaguinho e Rafinha chegaram para reforçar o setor ofensivo do time. Apenas um deles marcou gol sob o comando do técnico Fabiano Soares. Rafinha assinou dois no triunfo por 3x0 contra o Confiança, no Barradão. Erik, Jefferson Renan, Santiago Tréllez e Thiaguinho não encontraram o caminho das redes com nenhum treinador. Antes, Dado Cavalcanti, Geninho e Ricardo Amadeu (interinamente) estiveram à frente do time este ano.  

Rodrigão também não vive momento goleador. Com a camisa do Sport, ele marcou apenas dois gols. O atacante chegou à equipe pernambucana nesta temporada e entrou em campo para defendê-la 10 vezes, sendo quatro como titular. Se despediu do time do Recife nas redes sociais mesmo antes do contrato chegar ao fim.

"Tive somente quatro meses no clube e, infelizmente, dois meses foram com um problema no tornozelo. Mas nesse período pude sentir a grandeza desse clube. Quero agradecer por ter vestido essa camisa. Por todo o carinho do torcedor. Por todos os funcionários do clube, atletas, amigos que conviveram comigo no dia a dia. Seguirei na torcida para o Sport voltar para o lugar que merece estar", postou em sua conta pessoal no Instagram.

 

No ano passado, o atacante defendeu a Ponte Preta, na Série B. Pela Macaca, ele disputou 25 jogos, sendo 23 deles no onze inicial, e marcou cinco gols. Rodrigão já trabalhou com o executivo de futebol do Vitória, Rodrigo Pastana, no Coritiba, em 2019. Naquele ano, defendeu o Coxa em 42 partidas e marcou 21 gols. Antes, em 2017, ele jogou no rival Bahia, na Série A do Brasileiro, e marcou cinco tentos com a camisa tricolor. Baiano nascido na cidade de Belmonte, o atacante iniciou a carreira no Democrata GV, de Minas Gerais.   

Na rodada passada da Série C do Brasileiro, um zagueiro garantiu o triunfo do Vitória por 1x0 contra o Campinense, no estádio Amigão, em Campina Grande. No sábado (28), Danilo Cardoso fez o Vitória subir quatro posições na tabela de classificação. Com 10 pontos, o Leão ocupa a 12ª colocação. 

A tendência é que Rodrigão seja regularizado antes do próximo compromisso do time comandado pelo técnico Fabiano Soares. O centroavante não joga há um mês. A última vez foi em 30 de abril, na derrota do Sport para o CSA, na 5ª rodada da Série B do Brasileiro. O Vitória volta a campo no domingo (5), às 16h, quando recebe o Volta Redonda, no Barradão.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas