Hospital da Fonte Nova vai homenagear jogadores históricos do futebol baiano em UTIs

coronavírus
05.06.2020, 18:00:00
Atualizado: 05.06.2020, 18:00:52
(Foto: Divulgação)

Hospital da Fonte Nova vai homenagear jogadores históricos do futebol baiano em UTIs

Nomes de atletas irão batizar alas de Terapia Intensiva; Sapatão, que morreu nesta sexta-feira (5), é o primeiro confirmado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O hospital de campanha instalado na Arena Fonte Nova terá uma homenagem a jogadores do futebol baiano. As quatro alas de Terapia Intensiva, que totalizam 100 leitos de UTI, serão batizadas com nomes de atletas que fizeram história no esporte. O primeiro escolhido foi Sapatão, que morreu nesta sexta-feira (5), aos 72 anos.

O ex-zagueiro fez sucesso jogando com a camisa do Bahia durante as décadas de 1970 e 1980. Ele é um dos quatro jogadores que atuaram em toda a campanha que deu ao tricolor o inédito e até hoje inigualado heptacampeonato baiano de 1973 a 1979. Os outros são Baiaco, Fito e Douglas.

Batizado como Élcio Nogueira da Silva, o ex-jogador ganhou o apelido Sapatão por causa do tamanho de seus pés. Ao todo, o ele disputou 450 jogos pelo Esquadrão de Aço – em 224 deles o time não sofreu gols – e balançou as redes 12 vezes. O ídolo do time estava internado na UTI do Hospital da Bahia, com quadro de hipertensão, e não resistiu. Já na UTI, ele foi diagnosticado com covid-19.

"O hospital de campanha Arena Fonte Nova contará com 240 leitos, sendo 140 clínicos e 100 de UTI. Outros três nomes serão escolhidos para batizar as alas de terapia intensiva que serão abertas progressivamente, mediante o aumento da demanda", disse o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas.

Foram investidos pelo Governo do Estado mais de R$ 2,3 milhões nas adequações estruturais do estádio, para que fosse possível ampliar a rede assistencial dedicada aos pacientes confirmados com a covid-19. Cerca de 800 profissionais atuarão na unidade.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas