Idealizador da quarentena na Inglaterra fura isolamento para se encontrar com amante

coronavírus
06.05.2020, 11:29:50
Atualizado: 06.05.2020, 11:49:43
(Foto: Reprodução)

Idealizador da quarentena na Inglaterra fura isolamento para se encontrar com amante

Neil Ferguson renunciou ao cargo que tinha no governo britânico após polêmica

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um dos maiores conselheiros do governo britânico para a pandemia do coronavírus, renunciou ao cargo na terça-feira (5) após furar a quarentena defendida por ele mesmo. Além de ter sido infectado, ele foi flagrado permitindo que a "amante" o visitasse em casa, de acordo com denúncia feita pelo jornal "Telegraph".

Neil Ferguson, epidemiologista e professor do Imperial College, de Londres (Inglaterra), é um dos responsáveis pela estratégia de isolamento social no Reino Unido.

De acordo com o "Telegraph", a mulher que visitou Ferguson ao menos duas vezes em Londres é casada. Antonia Staats mora com o marido e um filho.

O secretário de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock disse à Sky News ter ficado boquiaberto com a "impressionante" revelação, e que Ferguson tomou a decisão correta ao renunciar. Em comunicado à CNN, Ferguson disse que aceita ter cometido "um erro de julgamento e adotado um comportamento errado".

"Eu agi na crença de que estava imune, tendo testado positivo para coronavírus e me isolando completamente por quase duas semanas após o desenvolvimento dos sintomas", disse o epidemiologista. "Lamento profundamente qualquer minimização das mensagens claras em torno da contínua necessidade de distanciamento social para controlar esta epidemia devastadora", acrescentou.

Na terça-feira, o Reino Unido superou a Itália e chegou a 29.427 mortos pelo coronavírus, o número mais alto na Europa. No mundo, só está atrás dos EUA.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas