Idoso teve surto antes de matar mulher em Alphaville; ele responderá por feminicídio

salvador
19.10.2020, 10:32:00
Atualizado: 19.10.2020, 13:11:40
(Reprodução)

Idoso teve surto antes de matar mulher em Alphaville; ele responderá por feminicídio

Tarcila teria sido morta na sexta, mas corpo só foi achado domingo

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O companheiro da empresária Tarcila Maria Brandão Barreto, de 74 anos, um idoso de 82 anos, foi preso em flagrante pelo assassinato dela, ocorrido no interior da residência do casal, em Alphaville, no domingo (18). O idoso Nilton Fontes Barreto, que está preso, responderá por crime de feminicídio. Ele teria atacado a esposa com facadas durante um surto psicótico.

A reportagem esteve no Residencial Itapuã, onde ocorreu o crime, na manhã desta segunda, mas o clima era de silêncio. Vizinhos do casal, ainda chocados com o que ocorreu, não quiseram falar sobre o caso. Já os funcionários que trabalham na portaria foram orientados a informar à imprensa que esclarecimentos só seriam obtidos com a Associação Alphaville Residencial, que fica ainda dentro do condomínio de luxo.

O gerente da associação, Tito Alonso disse que a situação ainda é muito confusa para todos. "Como foi algo que aconteceu dentro do imóvel, não tivemos nenhuma informação. O que soubemos foi que a polícia entrou e fez o trabalho dela", disse ele, ao ser indagado sobre o motivo do crime. 

Apesar do silêncio de quem mora na região, a reportagem obteve a informação de que Tarcila foi assassinada na sexta. O marido teria tido um surto e atacado a mulher. Um dos filhos da idosa foi a primeira pessoa a chegar no imóvel, no domingo, e encontrar a mãe morta. O companheiro dela ainda estava no local, coberto de sangue. 

"Não tenho nenhuma notícia disso. Só a perícia vai dizer. A associação não vai se pronunciar. Estamos aguardando a investigação e o laudo da perícia técnica", finalizou Alonso.

Na manhã desta segunda, parentes de Tarcila estiveram no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR) para fazer a liberação do corpo. Uma filha de Tarcila foi ao local acompanhada do marido para fazer o reconhecimento do corpo, mas preferiu não conversar com a imprensa. O casal deixou o local bastante emocionando.

O enterro da idosa será às 16h30 desta segunda, no cemitério Bosque da Paz. 

Tarcila foi assassinada pelo próprio marido (Foto: Acervo pessoal)

Investigação
O caso está sob investigação da DH/Atlântico. Segundo a Polícia Civil, o corpo foi encontrado no interior da residência, no condomínio de luxo Residencial Itapuã. 

Ainda segundo a polícia, uma equipe do Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) conduziu o companheiro de Tarcila para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde o idoso foi autuado em flagrante por feminicídio. 

"A motivação do crime ainda não está esclarecida. Familiares do casal serão ouvidos no DHPP e um laudo pericial vai definir a data da morte. O idoso está à disposição da Justiça e vai passar por audiência de custódia", diz nota divulgada pela polícia. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas