Igor Kannário aguarda andamento do processo judicial

Famosos
09.01.2015, 13:08:00

Igor Kannário aguarda andamento do processo judicial

O cantor foi autuado em flagrante por tráfico de drogas na última quarta-feira (7)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O cantor Igor Kannário, que foi preso na última quarta-feira (7) por tráfico de drogas, e liberado nesta quinta (8) pelo juiz do núcleo criminal do Complexo Penitenciário da Mata Escura, aguarda julgamento do processo.

Igor Kannário aguarda andamento do processo judicial
(Foto: Divulgação)

Segundo o advogado do cantor, Marcus Vinicius, ele está em liberdade e segue a vida normal, só não pode praticar nada ilícito.O cantor está aguardando o laudo de prisão em flagrante, que já está no Fórum Criminal da Sussuarana, ser distribuído para alguma Vara Criminal de Salvador, e o inquérito policial que está sendo elaborado pelos investigadores.

Após isso, o advogado do cantor pretende entrar com processo no Ministério Público para tentar desclassificar o crime de tráfico de drogas, e passar a ser consumo de drogas. Segundo o advogado, Kannário recebeu liberdade provisória do juiz sem nenhum tipo de condição.

Como o crime de tráfico de drogas é hediondo, ele não pode ter pagamento de fiança, por isso a liberdade provisória até julgamento.

Relembre o caso
Igor Kannário e Laurentino foram flagrados com cerca de oito dolões de maconha, o suficiente para 30 cigarros de maconha no bairro da Caixa D'Água, em Salvador, na última quarta-feira (7). Os dois foram detidos por policiais da 37º Companhia Independente de Polícia Militar (Liberdade).

A quantia foi suficiente para que eles fossem autuados por tráfico, embora ambos tenham alegado que a maconha era para consumo próprio. Eles foram abordados enquanto voltava do estúdio, onde estavam ensaiando e gravando uma música, caminhando pela rua Saldanha Marinho quando foram parados pela PM.

Os detidos foram ouvidos pelo delegado Luís Henrique Costa, e em seguida foram encaminhados para  o Complexo, onde ficam a Penitenciária Lemos Brito, a Unidade Especial Disciplinar, a Cadeia Pública de Salvador e o Núcleo de Prisão em Flagrante.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas