‘Imploraram que parassem’, diz mãe de sanfoneiro baleado; dançarina morreu

salvador
06.07.2019, 17:00:00
Atualizado: 06.07.2019, 17:13:09

‘Imploraram que parassem’, diz mãe de sanfoneiro baleado; dançarina morreu

Vítimas foram baleadas durante ação da PM em Irecê; corporação reafirma que carro furou bloqueios

Mãe do sanfoneiro Eliedelson Possidônio Júnior, 32 anos, a empresária Conceição Mendes, 56, pegou um voo do Ceará para a Bahia assim que soube que o filho, que se apresentava em shows no interior do estado, havia sido baleado durante uma ação da Polícia Militar, na madrugada desta sexta-feira (5), no município de Irecê, no Centro Norte baiano. Segundo a empresária, que acompanha o filho no Hospital Geral do Estado (HGE), Eliedelson está traumatizado.

O sanfoneiro estava a bordo de uma Hilux SW4 preta, acompanhado de outras quatro pessoas, todos integrantes da banda de forró Sala de Reboco, de Fortaleza, quando foi abordado por uma viatura, de acordo com Conceição, despadronizada. A dançarina do grupo, Gabriela Amorim, 25, não resistiu aos ferimentos e morreu. A cantora Joelma Rios, 44, foi atingida nas nádegas, mas se recupera bem. Ao CORREIO, ela afirmou que pelo menos 38 tiros foram disparados pelos militares. 

Eliedelson, que passou por duas cirurgias no Hospital Geral de Irecê, chegou na capital ontem à noite, depois que a família contratou um táxi aéreo. À mãe, a vítima relatou a mesma versão já sustentada pela cantora, de que os PMs não se identificaram como policiais e seguiram o grupo sem dar qualquer sinal de uma abordagem. Procurada pelo CORREIO, a PM reafirmou que um Inquérito Policial Militar (IPM) foi aberto para apurar o crime. Em nota, voltou a dizer que o carro das vítimas trafegava na contramão e furou dois bloqueios.

“O carro deles estava na estrada, já seguido por este carro com os policiais, sem qualquer identificação. Diminuíram a velocidade, o carro não ultrapassou. Quando aumentaram a velocidade, os militares aumentaram também e aí, claro, qualquer um pensaria que era um carro com bandidos”, afirmou, na manhã deste sábado (6), enquanto aguarda os médicos decidirem se Eliedelson vai precisar passar por uma terceira cirurgia na perna, de onde a bala já foi retirada.

A empresária também contou que o filho e os colegas de banda, entraram em uma rua da cidade para “escapar do carro”, certo de que estavam livres de “bandidos”, mas que, ao retornarem à estrada, se depararam com o mesmo carro, dessa vez, acompanhado de um outro. “Eram, pelo menos, quatro policiais no primeiro carro. Meu filho disse que eles desceram do carro, imploraram que parassem e disseram que era músicos, não teve jeito”.

Possidônio Júnior está internado; Gabriela Amorim não resistiu a ferimento e deixa filho de 7 anos (Foto: Acervo Pessoal)

Trauma
Conceição disse que o filho, que é sanfoneiro há 20 anos, já havia se apresentado na Bahia antes. Eliedelson, que não era músico fixo da banda de forró, está consciente e já conversa com a família. Ele contou à mãe que não consegue esquecer o momento em que Gabriela Amorim caiu, já morta, ao seu lado.

“Além das muitas dores que ele sente, é o tempo inteiro tomando medicamento, ele lembra muito da cena da Gabriel. Ele diz que é o que mais dói nele, lembrar dela caída. Meu filho está traumatizado, mas está vivo. Ele nasceu de novo”, contou Conceição, que não soube informar sobre o enterro da dançarina, que deixou um filho de 7 anos.

A empresária disse que o acordeon do filho chegou a servir de escudo durante o tempo em que os PMs atiraram. O instrumento ainda está sob posse da polícia, acrescentou Conceição. Segundo ela, a expectativa é de que a família consiga retornar à cidade natal até a próxima segunda-feira (7).

Por meio de nota enviada à imprensa nesta sexta-feira, a Polícia Civil informou que equipes da 14ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior de Irecê (14ª Coorpin) investigam as circunstâncias da ação. A PM, também por meio de nota, reafirmou que a Hilux furou “dois pontos ostensivos de bloqueio” em alta velocidade. Questionada sobre quantos policiais participaram da ação e, ainda, se eles estão afastados de seus postos de trabalho, a corporação não respondeu.

Veja íntegra da nota da PM
“O Comando de Policiamento Regional da Chapada (CPR) instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM) que vai apurar as circunstâncias da ocorrência registrada no município de Irecê, a 477 quilômetros de Salvador, quando houve uma abordagem da Polícia Militar a um veículo que trafegava na contramão, em alta velocidade. Imediatamente após o ocorrido, os PMs registraram a ocorrência na Delegacia de Irecê, onde foram ouvidos.

Segundo informações da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/Rondesp Chapada, uma guarnição da unidade flagrou um veículo modelo Hilux SW4, de cor preta, trafegando na contramão, no centro do município de Irecê, e iniciou o acompanhamento ao perceber que o motorista permanecia com uma direção perigosa.

Dessa forma, foi pedido apoio ao 7º Batalhão, e formado o primeiro bloqueio, na altura da Rua 1º de Janeiro. O condutor não respeitou o alerta de parada e um novo bloqueio foi estabelecido por equipes do 7º Batalhão, desta vez na Avenida Santos Lopes. Mais uma vez o veículo não obedeceu à ordem de parada, manobrando perigosamente pelo acostamento e dando continuidade à fuga pelo centro da cidade, em alta velocidade, transitando pela contramão, expondo a risco os próprios ocupantes do carro, outros usuários da via e transeuntes.

Após terem furado dois pontos ostensivos de bloqueio, houve disparo de arma de fogo e os PMs abordaram os ocupantes, momento em que foram constatados dois feridos. No total, havia três mulheres e dois homens. Garrafas de bebidas alcoólicas foram encontradas no interior do automóvel. A guarnição imediatamente acionou o Samu que socorreu um homem, ferido na perna, e uma mulher, para o Hospital Geral de Irecê, onde a mulher não resistiu ao ferimento. A Polícia Militar lamenta profundamente o falecimento de Gabriela Moura e reafirma o compromisso com a apuração dos fatos”.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/operario-fica-pendurado-em-predio-durante-pintura-e-e-socorrido-veja-video/
Ele foi retirado de edifício em Fortaleza e conduzido a unidade médica pelo Samu
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-passar-mal-e-ser-socorrido-no-senado-kajuru-segue-internado-na-uti/
Colega baiano Otto Alencar ajudou a socorrê-lo em plenário: ‘não vai ficar sequela’
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/matou-como-se-ela-fosse-bicho-diz-testemunha-de-crime-contra-moradora-de-rua/
Defesa de comerciante alega que ele reagiu a uma tentativa de assalto
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bombeiros-controlam-incendio-em-academia-na-graca/
Fogo começou por volta das 22h40 e foi contido rapidamente
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vai-para-um-programa-que-te-mereca-diz-fontenelle-a-lacombe-ao-vivo/
Jornalista ficou sem graça com o comentário e afirmou estar feliz no Aqui na Band
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/audiencia-do-caso-davi-fiuza-e-marcada-para-abril-de-2020/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/banda-eva-comemora-40-anos-com-dvd/
Gravação aconteceu em Belo Horizonte e contou com a participação de Durval Lelys, Léo Santana, Tomate, Mumuzinho e Wesley Safadão
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-leva-leao-para-enfrentar-caes-da-policia-em-protesto-veja-video/