Ingo Maurer, o gênio da iluminação, morre aos 87 anos

alô alô
22.10.2019, 13:03:38
Atualizado: 22.10.2019, 13:51:05

Ingo Maurer, o gênio da iluminação, morre aos 87 anos


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma das maiores referências em design e iluminação faleceu ontem, aos 87 anos. O alemão Ingo Maurer, responsável por fazer pontes entre a indústria e a poesia em suas criações, deixa um extenso legado para os apreciadores da arte. Suas criações, ao longo de mais de quatro décadas, protagonizaram projetos e questionaram padrões e formas. 

Ingo Maurer (Foto: Divulgação)

Entre suas peças mais conhecidas estão Lucellino (1992), Porca Miseria (1994) e Zettel’z (1997). Ele também produziu inúmeras iluminações para uma variedade de espaços públicos e privados, incluindo projetos para Victoria and Albert Museum, em Londres, e a famosa loja de departamentos em Paris, a Galerie Lafayette. Sua primeira criação encontra-se hoje no Museu de Arte Moderna de Nova York (MOMA).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas