Interdição da orla entre a Barra e Ondina começa às 7h desta terça (16)

coronavírus
15.06.2020, 19:39:00
Atualizado: 15.06.2020, 19:46:16
(Bruno Concha/Secom)

Interdição da orla entre a Barra e Ondina começa às 7h desta terça (16)

Medida restritiva visa evitar que as cenas de aglomeração vistas no último final de semana se repitam

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O calçadão da orla entre o Porto da Barra e o Ondina Apart Hotel Ondina será interditado pela Prefeitura de Salvador a partir das 7h desta terça-feira (16). A ação tem o prazo inicial de sete dias, mas pode ser prorrogado. A medida, anunciada na manhã de nesta segunda-feira (15) pelo prefeito ACM Neto e delimitada em uma reunião durante a tarde entre a Transalvador, Guarda Civil Municipal (GCM), Secretaria Municipal de Manutenção (Seman) e Polícia Militar da Bahia (PM-BA), visa evitar que cenas de aglomeração vistas no último final de semana se repitam.

Segundo a Prefeitura, haverá uma operação especial de trânsito e segurança que vai envolver bloqueios para veículos e pedestres, com intensa fiscalização. Com isso, apenas moradores da região poderão acessar o perímetro interditado, além de quem precisar acessar o Hospital Espanhol, utilizado pelo governo do Estado como unidade de emergência contra a covid-19. 

O percurso de orla da Barra a Ondina contará com 14 bloqueios físicos do calçadão, além de outros dois na altura do Farol da Barra. O isolamento será feito com gradis, cercas e tapumes, assim como a implantação de placas informativas. 

Com o objetivo de fazer valer a interdição, a Guarda irá disponibilizar 26 agentes, distribuídos em cinco viaturas e quatro motos, realizando o monitoramento de todo o trecho. “Não será permitido caminhar, correr ou andar de bicicleta. Está proibida toda e qualquer atividade que utilize o calçadão”, frisou o diretor municipal de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, Maurício Lima, que pediu colaboração da população.

Barreiras de trânsito
De acordo com a Transalvador, serão instaladas quatro barreiras seletivas em pontos estratégicos para acesso restrito de moradores da região que comprovem residência dentro do perímetro interditado. As barreiras estarão no Porto da Barra; Rua Alfredo Magalhães, na esquina c com a Av. Oceânica; Rua Airosa Galvão com a Av. Oceânica; e na própria Av. Oceânica, na altura do Clube Espanhol, com fluxo de veículos sendo desviado para a rua José Sátiro de Oliveira (Morro do Gato). 

As demais vias transversais que dão acesso à Avenida Oceânica serão fechadas com barreiras fixas, não sendo permitida a passagem de veículos. São elas as ruas Barão de Itapuã, Marques de Leão, Francisco Otaviano, Professor Fernando Luz, Leoni Ramos, Carlos Chiacchio e José Sátiro de Oliveira. 

Além disso, como mais uma forma de restringir o fluxo na região, os equipamentos eletrônicos, a exemplo dos radares, serão ativados para controle de acesso de veículos, permitindo apenas a passagem de moradores devidamente cadastrados.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas