Invasão da Rússia à Ucrânia: previsão de alta até 10% nos combustíveis e gasolina a R$ 9,50

economia
24.02.2022, 15:55:00
(Arquivo Agência Brasil)

Invasão da Rússia à Ucrânia: previsão de alta até 10% nos combustíveis e gasolina a R$ 9,50

Pela primeira vez desde setembro de 2014, o preço do barril do petróleo Brent alcançou os US$ 100

Os preços dos combustíveis no Brasil terão reajuste de até 10% como consequência dos desdobramentos econômicos do conflito gerado pela invasão da Rússia à Ucrânia. As projeções do mercado destacam que caso o conflito se intensifique ou se alongue por mais tempo, os consumidores brasileiros poderão ter que pagar, em média, até R$ 9,50 pelo litro da gasolina comum. 

Logo após a confirmação da invasão russa à Ucrânia, o mercado internacional de combustíveis e energia entrou em instabilidade, registrando uma escalada de preços no barril do petróleo. Pela primeira vez desde setembro de 2014, o preço do barril do petróleo Brent, extraído em regiões da Europa e Ásia, alcançou os US$ 100,04 (dólares). 

Ao longo desta quinta-feira, 24 de fevereiro, o produto computava alta de cerca de 8% no preço, com potencial de elevação ainda maior até o fechamento do mercado. As projeções indicam que, caso o conflito se intensifique e dure por mais tempo, o preço do barril de petróleo poderá atingir o patamar de US$ 120 até o fim de fevereiro.
Leia mais em O Povo.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas