Itapuã e São Caetano terão medidas restritivas a partir de quarta (10)

coronavírus
08.06.2020, 11:13:00
Atualizado: 08.06.2020, 12:44:12
(Arisson Marinho/CORREIO)

Itapuã e São Caetano terão medidas restritivas a partir de quarta (10)

Prefeito anunciou os novos bairros que recebem ações

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os bairros de Itapuã e São Caetano passarão a ter mais restrições no combate ao coronavírus, anunciou nesta segunda-feira (8) o prefeito ACM Neto. O período inicial é de sete dias, como nos outros bairros que passaram pela ação, podendo ser prorrogado. Saem da lista das restrições Lobato, após 3 semanas de ação, e  Cabula, após uma semana.

Segundo os dados apresentados, Itapuã teve 245 casos de pessoas infectadas com o coronavírus em 30 dias, com 162 sendo na última semana. São sete mortes pela covid-19 no bairro, que no total teve 265 casos registrados nesta pandemia. "Itapuã era um bairro que já estava no nosso radar há algum tempo. Tem havido muita movimentação, comércio, com forte presença de feirantes e ambulantes. Peço a compreensão dos moradores", diz. "Vamos chegar chegando".

Itapuã terá interdição na Rua Genebaldo Figueiredo. "É uma das ruas mais movimentadas de Itapuã, fluxo muito, muito grande", justificou. Já São Caetano não terá intervenções no tráfego durante o período.

Neto avaliou bem o impacto das restrições. "Eu diria que hoje o que mais contribui na capital para isolamento social eficaz são essas medidas de apoio e proteção à vida que acontecem simultaneamente em oito regiões da cidade", avalia. "De um lado, a prefeitura determinando o fechamento completo de todas as atividades econômicas. Do outro, chegando com um conjunto de ações, principalmente a realização de testes rápidos. É impressionante que nos primeiros dias de realização dos testes nessas regiões chegamos a ter números que ultrapassam 30% dos casos positivos. São pessoas que tão sintomas e quando sabem que a prefeitura chegou e tem estrutura de realização de testes rápidos elas se dirigem para confirmar se estão ou não com coronavírus".

Itapuã e São Caetano se juntam a Periperi, Pernambués e São Marcos. As medidas foram renovadas em Paripe, Beiru/Tancredo Neves e Fazenda Grande do Retiro, o que totaliza oito bairros com medidas mais severas contra a covid-19 na capital baiana.

Leia também
Falar do risco em Itapuã: casos no bairro preocupam, e moradores ignoram isolamento

Já em São Caetano são 204 casos da covid-19, 199 desses registrados nos últimos 30 dias e 134 apenas na última semana. Seis pessoas morreram por conta da doença. 

"Desde que nós anunciamos o início dessa estratégia de setorialização, de análise bairro a bairro, definição de medidas específicas, eu informei que nossa ideia era ter uma atuação temporária, de entrar, realizar as ações e sair. Às vezes, precisa estender", diz, afirmando esperar que a colaboração dos moradores faça com que a permanência das restrições seja rápida.

O decreto de restrições permite o funcionamento de: supermercados, farmácias, agências bancárias e lotéricas, repartições públicas e cartórios; estabelecimentos que estejam funcionando em regime de delivery, não sendo permitido o sistema de retirada no local; serviços de saúde e clínicas veterinárias. 

Haverá, ainda, ações de proteção à vida com distribuição de máscaras, realização de testes rápidos, medição de temperatura, doação de cestas básicas para feirantes e ambulantes, higienização e desinfeção de ruas, ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, apoio a instituições que atendam idosos, crianças e pessoas com deficiência e Cras Itinerante.

Movimento
O prefeito afirmou também que a taxa de contaminação está em 5,5%. "A velocidade de crescimento tem variado, sobretudo em função do aumento da testagem. Quanto mais a gente testa, mais casos positivos descobrimos", diz. "Tendência permanente de queda, de redução, apesar de estarmos testando cada vez mais", salientou Neto. Segundo ele, Salvador está testando dez vezes mais do que testava há 15 dias.

Segundo ele, há redução de tráfego nas ruas nesses últimos dias. Ontem, por exemplo, estavam nas ruas apenas 41% dos carros que costumam trafegar nos domingos. Durante a semana, 70% dos veículos estão nas ruas em relação ao normal. No transporte público o impacto é maior. 70% dos passageiros estão em casa e 30% ainda vão às ruas usar os coletivos.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas