Jovem morta em assalto era filha única e tinha realizado sonho de passar em Medicina

salvador
16.02.2021, 05:00:00
Atualizado: 16.02.2021, 08:39:14

Jovem morta em assalto era filha única e tinha realizado sonho de passar em Medicina

Fernanda Secundes de Oliveira, 18 anos, voltava de uma festa com amigas na Vitória; crime foi na Juracy Magalhães

Fernanda era filha única e moradora do Alphaville (Foto: Reprodução)

Os pais de Fernanda Secundes de Oliveira, 18 anos, só sentiam orgulho pela filha única. Não era para menos: sua vida se resumia a “estudar, estudar e estudar”. Tinha acabado de passar no vestibular de Medicina da Unifacs. Mas a jovem morreu com um tiro nas costas na madrugada dessa segunda-feira (15), durante uma tentativa de assalto a um carro de motorista de aplicativo na Avenida Juracy Magalhães Júnior, em Salvador.

Fernanda estava acompanhada por mais três amigas e vinham de uma festa no bairro da Vitória para uma casa no Horto Florestal, segundo a Polícia Militar. “Os pais só a deixaram ir, pois ela tinha acabado de fazer o vestibular da Bahiana [realizado na última terça-feira (9)]”, explica a amiga da família Jaqueline Moura, 23 anos, afilhada da mãe de Fernanda.

“Está todo mundo abalado. A vida dela era dedicada a entrar em Medicina. Ela queria ser dermatologista. Foi uma tragédia! Ainda estamos tentando assimilar o que aconteceu”, disse.

A estudante morava com os pais em Alphaville. O desejo de entrar na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública era só mais uma possibilidade para ela realizar seu sonho, que já era realidade com a aprovação na Unifacs. Fernanda estudou quase a vida toda na Pan American School of Bahia, além de ter sido aluna do pré-vestibular Pontomed, que é voltado para Medicina. “Só agora, com o fim das provas, é que ela começou a sair mais de casa”, lembra Jaqueline.

Segundo informações da Policia Militar, o crime aconteceu na altura do Vale das Pedrinhas, quando uma das jovens pediu para parar o automóvel, pois não estava se sentindo bem. Nesse momento, bandidos anunciaram o assalto e atiraram.

Fernanda foi atingida pelas costas e levada para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiu. Outra jovem também foi ferida no ombro: Bianca Martins Melo, 19 anos, que foi levada para o Hospital Aliança. Segundo informações de amigos delas, o estado de saúde de Bianca não é grave, mas até o início da noite dessa segunda, a bala ainda não tinha sido retirada do corpo.

Depoimento
Sem se identificar, uma fonte da polícia informou ao CORREIO que, de acordo com o depoimento do motorista do Uber, que usava um carro emprestado, aquela não tinha sido a primeira vez que o veículo tinha parado durante a corrida. “Ele disse que elas pediram para parar em outros pontos para vomitar.”

“Na Avenida Juracy Magalhães, o motorista parou de novo e, provavelmente, algum carro com assaltantes estava passando e eles tentaram levar o celular. Ainda não está claro se as vítimas reagiram ou se os caras estavam sob efeito de drogas. O fato é que eles atiraram mais de uma vez. Um tiro pega nela e outro pega na amiga. Um tiro também acerta o carro, que não consegue mais funcionar. Por isso que o veículo ficou no local. O Uber disse que não reagiu. O máximo foi tentar, sem sucesso, arrancar com o carro”, completou o policial.

Carro ficou parado no local até a manhã desta segunda-feira, próximo à Corregedoria da PM

Carro ficou parado no local até a manhã dessa segunda-feira, próximo à Corregedoria da Polícia Civil (Arisson Marinho/ CORREIO)

A PM informou que continua fazendo buscas para encontrar os suspeitos, mas ninguém foi localizado ainda. Em nota, a Polícia Civil disse que o caso será investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (Atlântico).

Das quatro amigas que estavam no carro de aplicativo, duas não ficaram feridas.

“Elas estão em estado de choque. A gente ainda não conseguiu saber com exatidão o que aconteceu, pois há um choque de versões. Soubemos da possibilidade do motorista estar armado e ter reagido ao assalto. Estamos também sem entender”, disseram amigas no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR).

Após liberado, o corpo da jovem seguiu para o Cemitério Jardim da Saudade, onde se iniciou imediatamente o velório na capela C. A cerimônia de cremação foi às 17h dessa segunda. 

Carro em que as vítimas estavam

Marca de tiro em carro após abordagem de bandidos (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Escolas lamentam
A Escola Pan Americana da Bahia emitiu um comunicado interno lamentando o falecimento da ex-aluna, que tinha concluído o ensino médio em 2020.

Fernanda era tida como aluna exemplar no Pan American School of Bahia, onde concluiu seus estudos. A pedido da coluna Alô Alô Bahia, colegas de Fernanda, da turma Pan-American 2020, a descreveram durante uma homenagem: “Fernanda é sinônimo de gentileza e bondade, era o tipo de menina que todos adoravam. Tinha um jeito doce de ser, e quem teve o prazer de conhecer sabe o quanto ela era extraordinária”, escreveram.

O Pontomed também fez uma nota de pesar. “A tristeza que sentimos diante de sua partida inesperada e tão injusta não pode ser medida ou explicada com palavras. Nós esperamos que você ilumine daí a vida dos que ficaram aqui e pedimos a Deus que dê a serenidade e o conforto a sua família e amigos que nós, infelizmente, não podemos dar. Que você seja recebida na glória e descanse em paz”, disseram nas redes sociais.  

A Unifacs lamentou a perda da sua caloura. “É com tristeza que a Universidade Salvador soube do falecimento da aluna do curso de medicina, Fernanda Secundes de Oliveira. Neste momento de luto e consternação, toda a comunidade acadêmica da instituição transmite as mais sinceras condolências aos familiares e amigos da estudante”, afirmaram. 

A Uber confirmou que o motorista fazia a parte do seu quadro de colaboradores, disse que está em contato com ele e vai colaborar com as investigações. “Lamentamos profundamente que cidadãos que desejam apenas trabalhar ou se deslocar sejam vítimas da violência urbana de nossa sociedade. Nossos sentimentos estão com as famílias das vítimas neste momento de dor. A Uber esclarece ainda que, em todas as viagens, tanto os motoristas parceiros quanto os usuários estão cobertos por um seguro para acidentes pessoais. A empresa está à disposição das autoridades para colaborar no curso das investigações, nos termos da lei”, concluíram. 

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas