Jovem tenta salvar amiga de afogamento e desaparece na praia do Jardim de Alah 

salvador
10.02.2020, 10:19:00
Atualizado: 12.02.2020, 15:29:17
(Arisson Marinho/CORREIO)

Jovem tenta salvar amiga de afogamento e desaparece na praia do Jardim de Alah 

Marcos Vinícius Guimarães, 23 anos, comemorava com amigos resultado do BA-VI

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um jovem desapareceu no mar da praia do Jardim de Alah, em Salvador, na tarde de domingo (9). Marcos Vinícius Guimarães, 23 anos, estava tentando salvar uma amiga que estava se afogando, segundo informações da Coordenadoria de Salvamento Marítimo de Salvador (Salvamar). Ela foi salva por outros colegas, mas o rapaz foi arrastado pela correnteza e desapareceu na água.

De acordo com familiares, o jovem morava no bairro de São Marcos e havia ido à praia acompanhado de um grupo de amigos do bairro para comemorar o resultado do BA-VI de sábado (8). No momento do desaparecimento, os colegas do rapaz informaram à família sobre o ocorrido e, em seguida, se deslocaram de imediato para o local.

A mãe do rapaz, a diarista Rosenilda dos Santos, 46, foi a primeira a chegar ao local, depois de ter sido avisada pelos amigos do filho. Segundo ela, Marcos Vinícius não sabia nadar, mas tomou a atitude de tentar salvar a amiga que estava se afogando por ser muito próximo dos amigos.

"Ele não sabia nadar, mas queria ajudar a amiga. Ele viu o desespero dela e quis ajudar. Ela está viva, mas ele infelizmente desapareceu. Ele é muito querido lá no bairro, os amigos gostam muito dele e ele também gostava de todos. Acredito que foi por isso que ele tentou ajudar a menina. Ele estava comemorando o resultado do jogo do Vitória com os amigos, estava muito feliz", contou a mãe, angustiada e na esperança de a maré baixar para que as buscas dos salva-vidas retornem.

Familiares de Marcos Vinícius acompanham as buscas na praia
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

"Os salva-vidas nos falaram que há a possibilidade de encontrar o corpo dele aqui na praia onde desapareceu e que estavam aguardando a maré baixar para tentar encontrar", completou a diarista.

Já Adriano Santos, primo de Marcos, acompanha desde as primeiras horas o trabalho de buscas das equipes da Salvamar. Ele pede um apoio do Corpo de Bombeiros, com auxílio de helicóptero.

"Ficamos ontem até às 20h da noite, mesmo o resgate encerrando as atividades às 18h. Hoje eu cheguei junto com minha tia, às 5h da manhã. Ela não está com nenhuma condição de ficar aqui, mas permanece, está dopada. Estamos pedindo o apoio do Graer com o helicóptero para ajudar nas buscas, precisamos encontrar ele", disse.

Até às 18h desta segunda o corpo ainda não havia sido encontrado e as buscas foram suspensas. A Salvamar retomará os trabalhos nesta terça-feira (11), às 7h. De acordo com o coordenador da instituição, Iuri Calton, as buscas serão feitas no sentido da região da Boca do Rio, Rio Vermelho e Pituba.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas