Juninho é expulso e desfalcará o Bahia contra o Corinthians

e.c. bahia
13.09.2020, 20:31:21
Atualizado: 13.09.2020, 22:31:09
Juninho recebeu o cartão vermelho já nos acréscimos do jogo (Tiago Caldas / CORREIO)

Juninho é expulso e desfalcará o Bahia contra o Corinthians

Por enquanto, Mano Menezes tem Wanderson e Ignácio como possíveis substitutos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Em início de trabalho no Bahia, o técnico Mano Menezes terá problemas para a sua segunda partida à frente do Esquadrão. O zagueiro Juninho foi expulso já nos acréscimos do duelo com o Atlético-GO neste domingo (13).

Na estreia do treinador, o tricolor perdeu por 1x0 para o Dragão no Estádio de Pituaçu. O resultado negativo ampliou o jejum da equipe na Série A, que chega a sete partidas, com quatro derrotas e três empates. O tricolor tem 9 pontos e está em 16º, à beira do Z4.

Juninho teve uma dividida com o atacante Matheus Vargas na lateral do campo aos 46 minutos da etapa final. O árbitro interpretou, com o auxílio do VAR, que o zagueiro acertou o adversário com a mão. Com isso, aplicou o cartão vermelho direto.

O próximo duelo é com o Corinthians, na quarta-feira (16), às 21h30, na Neo Química Arena. O Timão também está em crise, vindo de duas derrotas seguidas e com técnico interino.

Sem o titular da zaga, Mano tem à disposição os reservas Wanderson e Ignácio. Lucas Fonseca, que seria outra opção, ficou de fora do duelo deste domingo por causa de uma gripe. Por enquanto, ele é dúvida para o duelo com o Corinthians.

O outro Juninho da equipe, o Capixaba, lateral esquerdo, analisou a derrota do Bahia para o Atlético-GO na estreia de Mano:

"A gente fez um volume de jogo bom no primeiro tempo, mas fomos surpreendidos por uma bola parada, algo que não pode acontecer. Mas a equipe continuou lutando, quando voltamos do intervalo acertamos o time. Tivemos posse de bola maior na etapa final, encaixamos o jogo mas faltou a bola final. O momento do último passe para o gol, foi o que faltou para a gente", disse o lateral.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas