Lauro de Freitas decreta toque de recolher para conter avanço do coronavírus

coronavírus
14.05.2020, 12:47:00
Atualizado: 14.05.2020, 16:20:24
(Divulgação/Prefeitura Lauro de Freitas)

Lauro de Freitas decreta toque de recolher para conter avanço do coronavírus

O decreto determina ainda uma rigidez maior no uso de máscaras

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A prefeitura de Lauro de Freitas determinou toque de recolher na cidade das 20h às 5h, em decreto publicado nesta quinta-feira (14). A medida já começa a valer a partir dessa sexta (15) e tem prazo inicial de dez dias. A ideia é fortalecer o isolamento social para diminuir a velocidade de disseminação do novo coronavírus.

De acordo com o decreto, só serão permitidos deslocamentos no horário determinado de serviços de saúde, farmácias ou com comprovação de urgência. Servidores, funcionários e colaboradores de saúde que estiverem no desempenho de suas funções também podem transitar.

O delivery de alimentos ficará permitido das 20h à 0h. Os postos de combustíveis que ficam na Estrada do Coco têm funcionamento liberado.

Os estabelecimentos do município devem adequar os horários dos funcionários para que eles não descumpram o toque de recolher. 

Com a decisão, Lauro de Freitas se junta às cidades de Itabuna, Ilhéus, Ipiaú e Jequié, que também estão com a medida.  Leia o decreto completo.

Máscaras
O decreto determina ainda uma rigidez maior no uso de máscaras. Continua proibida a circulação sem elas pela cidade, incluindo áreas comuns de condomínios, com possibilidade do infrator ser enquadrado no Código Penal. A Guarda Municipal pode conduzir as pessoas sem máscara em flagrante.

"Sem prejuízo de outras sanções cabíveis, aqueles que não observarem o disposto neste artigo serão impedidos de ingressar em espaços e locais públicos, em transporte público, individual ou coletivo, bem como de adentrar em quaisquer estabelecimentos que estejam com funcionamento autorizado", diz o texto.

Caminhadas, corridas e outros exercícios ficam proibidos na orla da cidade e em áreas comuns.

Os estabelecimentos devem reservar as duas primeiras horas de funcionamento para atender idosos, pessoas deficientes, gestantes e outos clientes com comorbidades. Deve-se limitar o acesso das pessoas para que o uso seja equivalente a 9m² por cliente. Na entrada, deve-se aferir a temperatura das pessoas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas