Lavagem do Bonfim de 2022 será igual a de 2021, diz prefeito

salvador
28.12.2021, 11:50:00
Baiana reverencia o santo (Oxalá no candomblé) na procissão sem público em 2021 (Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

Lavagem do Bonfim de 2022 será igual a de 2021, diz prefeito

Bruno Reis afirmou que vai decidir até o início de janeiro, mas que modelo tradicional não será possível

Uma das festas mais tradicionais da Bahia deve quebrar a tradição pelo segundo ano consecutivo. Nesta terça-feira (28), o prefeito Bruno Reis (DEM) disse que a Lavagem do Bonfim de 2022 seguirá o mesmo modelo de 2021, ou seja, sem procissão, sem lavagem das escadarias e com acesso limitado ao templo. A Arquidiocese já havia anunciado que a procissão seria cancelada e preparou uma programação especial.

O prefeito comentou sobre o assunto durante a assinatura de uma ordem de serviço para a reforma e construção de encostas, em um evento no Rio Vermelho. O gestor disse que vai bater o martelo na próxima semana.

“Os fatos e o tempo por si só estão se encarregando de mostrar que não dá para acontecer nos moldes tradicionais. Eu tenho postergado ao máximo para tomar uma decisão, para quando isso acontecer ela ser a mais acertada. Vai passar a virada do ano, já foi canelado [o cortejo] de Bom Jesus dos Navegantes e, no início do ano, vamos ver o que é possível fazer, mas muito provavelmente será nos moldes do ano passado”, afirmou.

A Lavagem do Bonfim acontece desde o século XVIII e é considerada uma das maiores festas religiosas do país. Todos os anos multidões de fiéis, turistas, políticos e apoiadores fazem o trajeto de 8 km entre a Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, no bairro do Comércio, e a Basílica Santuário Senhor do Bonfim. Em 2021, por conta da pandemia a imagem percorreu a cidade em cima do carro do Corpo de Bombeiros, sem procissão.

“A gente sabe e compreende todos os fatores que estão envolvidos em uma celebração como essa, milhares de empregos que são gerados, pessoas que fazem uma renda nesse período, da importância religiosa, da importância para a promoção da nossa cidade no cenário nacional e internacional, e na capacidade que tem de atrair turistas. Mas se o cenário [da pandemia] no início de janeiro for o mesmo de hoje, [a festa] será nos moldes do ano passado”, disse Bruno Reis.

Por tradição, a procissão sempre acontece na segunda quinta-feira do ano. A Arquidiocese já havia anunciado o cancelamento do cortejo e divulgou uma programação especial, sem o desfile da imagem, mas estava aguardando um posicionamento da Prefeitura sobre a lavagem das escadarias.

Na quinta-feira (13), a igreja ficará fechada durante o dia e será aberta às 18h, para a novena. Haverá uma homenagem às vítimas da Covid-19, no monumento ao Cristo Ressuscitado, na Praça do Bonfim, às 10h. Em seguida, o reitor da Basílica Santuário, padre Edson Menezes, transmitirá a tradicional mensagem através das redes sociais. A programação começa no dia 7 e segue até o dia 16 de janeiro, quando ocorrerá uma missa solene presidida pelo arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Cardeal Dom Sergio da Rocha. As homenagens incluem missas, novenas e orações. Confira: 

07.01.22 – 1º Sexta-feira do ano

  • Horários das missas: 5h, 6h, 7h30, 9h, 10h30, 12h, 13h30, 15h, 16h e 17h.
  • 18h30 - Hasteamento da Bandeira do Senhor Bom Jesus do Bomfim no panteão da Praça da Colina, dando início à programação da festa 2022.
  • 19h – 1ª noite da novena - Subtema: “Chamados à comunhão e participação na vida da Igreja” (1Cor 12,3b-7.12-13)

08.01.22 – Sábado 

  • 19h - 2ª noite da novena - Subtema:* “Chamados a sermos uma Igreja que escuta, dialoga e está próxima de todos” (Jo 4, 1-30)

09.01.22 – Domingo 

  • Missas: 6h, 7h30; 9h, 11h, 15h e 17h.      
  • 7h30 –* Missa Solene do Santíssimo Sacramento presidida por Pe. Edson Menezes da Silva.
  • 19h – 3ª noite da novena - Subtema: “Chamados a ser uma Igreja em estado permanente de Missão” (Lc 10,1-12)

10.01.22 – Segunda-feira

  • 16h – Adoração ao Santíssimo Sacramento (Pedindo pela fase Sinodal Arquidiocesana). 
  • 19h - 4ª noite da novena - Subtema: “Chamados à Sinodalidade, expressão da natureza da Igreja, da sua forma, do seu estilo, da sua missão” (At 15,1-21)

11.01.22 - Terça-feira

  • 16h – Adoração ao Santíssimo Sacramento (Pedindo pela conversão pastoral na Igreja). 
  • 19h - 5ª noite da novena - Subtema: Chamados à Conversão Pastoral em chave missionária e ecumênica” (Mt 28,16-20)

12.01.22 - Quarta-feira 

  • 16h – Adoração ao Santíssimo Sacramento (Pedindo pela conversão da humanidade). 
  • 19h - 6ª noite da novena - Subtema: “Chamados a conviver como irmãos, a construir a Civilização da Paz e do encontro” (Jo 15,9-17)

13.01.22 – Quinta-feira

  • Pela segunda vez não acontecerá a Caminhada “Lavagem de Corpo e Alma”. A igreja ficará fechada e será aberta às 18h, para a novena. Homenagem aos mais de 600 mil mortos, vítimas da Covid-19, no monumento ao Cristo Ressuscitado, localizado na Praça do Bonfim, às 10h. Em seguida, o Pe. Edson Menezes da Silva, Reitor da Basílica Santuário, transmitirá a sua tradicional mensagem através das Redes Sociais. Durante o dia, os fiéis, parentes, amigos, colegas, conhecidos dos falecidos poderão depositar flores brancas no referido monumento.
  • 19h – 7ª noite da novena - Subtema: Chamados a construir pontes, a abrir caminhos que favoreçam a Unidade, a Fraternidade, a Paz (Jo 16,33. 17,18-26)

14.01.22 - Sexta-feira

  • 16h – Recitação do terço da misericórdia pela conversão da humanidade
  • 19h – 8ª noite da novena - Subtema: “Chamados a ser uma Igreja em saída” (Mt 28,16-20)

15.01.22 – Sábado 

  • 19h -  9ª noite da novena  
  • Subtema: Chamados a caminhar com o Papa Francisco e a acolher seu apelo para que sejamos “uma Igreja casa e escola de comunhão”, “com uma fisionomia acolhedora”, “uma Igreja que encontra novos caminhos” (Mt 16,13-19)

16.01.22 - DOMINGO - DIA DA FESTA

  • 5h – Alvorada e repique dos sinos
  • Horário das Missas: 5h, 6h, 7h30, 9h, 15h, 17h.
  • 10h30 - Missa Solene presidida pelo senhor Cardeal Dom Sergio da Rocha que, no final da celebração, dará a Bênção Apostólica com Indulgência Plenária. 

Durante todo o dia, a imagem peregrina do Senhor do Bonfim ficará exposta na frente da Basílica e, às 18h, acontecerá um momento de oração pela contenção da atual pandemia, da violência e de outros males da atualidade encerrando a programação.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas