Líder do MST é assassinado na frente do filho de 6 anos na Bahia

bahia
25.01.2018, 06:48:57
Atualizado: 25.01.2018, 10:57:50

Líder do MST é assassinado na frente do filho de 6 anos na Bahia

Crime aconteceu na cidade de Iramaia, nesta quarta-feira

Uma das lideranças do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) na Bahia, Marcio Oliveira Matos, 33, foi assassinado a tiros na frente do filho de 6 anos na noite desta quarta-feira (24), em Iramaia, na Chapada Diamantina.

Segundo o MST, o crime ocorreu no início da noite, quando dois homens chegaram na porta da casa do líder dos sem terra em uma moto e o chamaram, já recebendo-o com tiros. Os criminosos não foram identificados.

Márcio já tinha sido dirigente nacional do MST
(Foto: Reprodução/Facebook)

A cena, de acordo com o coordenador estadual do MST na Bahia, Evanildo Costa, foi presenciada pelo filho de 6 anos, única pessoa em companhia de Márcio na casa no momento do crime – o sem terra estava separado há quase um ano.

Márcio, que ocupava o cargo de secretário de Administração da Prefeitura de Itaetê, cidade da Chapada governada pelo petista Valdes Brito, morava no Projeto Assentamento Boa Sorte, que existe há mais de dez anos na zona rural de Iramaia.  

“Não temos suspeitas sobre a motivação do crime. Pelo que sabemos, ele não vinha recebendo ameaças de ninguém e nem tinha participado de ocupações recentes do MST”, declarou Evanildo Costa.

Márcio Matos era considerado uma das maiores lideranças do MST na Bahia - foi coordenador estadual do movimento e integrante da executiva nacional. Ele é filho do ex-prefeito de Vitória da Conquista, Jadiel Matos, já falecido e que governou a terceira maior cidade da Bahia de 1972 a 1976.

O governador Rui Costa (PT), de quem Márcio era próximo, se manifestou por meio das redes sociais. Ele lamentou o assassinato do líder sem terra, “conhecido pela firme luta em defesa da igualdade social”.

“Tão logo soube da triste notícia, determinei à Secretaria da Segurança Pública a imediata e rigorosa apuração do crime. Meus sentimentos de pesar aos amigos e familiares neste momento de profunda dor”, escreveu o governador. O ex-governador da Bahia, Jaques Wagner também prestou homenagem a Márcio. "A morte de Marcinho nos provoca enorme tristeza. Jovem, comprometido e idealista, Márcio Matos será sempre uma inspiração. Deixo um abraço aos familiares, amigos e companheiros", publicou no Twitter.

O corpo de Márcio Matos foi levado para o Departamento de Polícia Técnica de Jequié e será sepultado em Vitória da Conquista. O velório e sepultamento ainda não tem data marcada. A reportagem não conseguiu contato com a delegacia de Iramaia.

Leia a nota completa do governador
"Lamento a morte de Márcio Oliveira Matos, mais conhecido como Márcio do MST. Conhecido pela firme luta em defesa da igualdade social, ele foi assassinado no município de Iramaia. Tão logo soube da triste notícia, determinei à Secretaria da Segurança Pública a imediata e rigorosa apuração do crime. Meus sentimentos de pesar aos amigos e familiares neste momento de profunda dor". 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas