Logística e informática são setores em crescimento em Salvador, diz ABRH

salvador
22.06.2021, 06:30:00
Setor de Logística é um dos mais demandados e que mais se atualizou na pandemia (Pixarbay/Divulgação)

Logística e informática são setores em crescimento em Salvador, diz ABRH

Prefeitura vai oferecer cursos gratuitos nessa e em outras áreas a partir de julho

A pandemia que provocou uma crise na saúde sacudiu também o mercado de trabalho. Nunca antes na história, áreas como logística, informática e marketing foram tão demandadas. Por isso, esses três setores foram incluídos na lista de 36 cursos que serão oferecidos gratuitamente para duas mil pessoas em Salvador, por meio de uma parceria entre a prefeitura e duas universidades. As inscrições serão abertas nesta semana.

Bruno Reis assinou acordo de cooperação técnica com universidades

(Foto: Betto Jr/ Secom)

Com ou sem pandemia, uma coisa que não muda é a necessidade de qualificação. O presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-BA), Wladimir Martins, contou que cursos técnicos ainda fazem a diferença na hora da contratação. Quando a área de especialização está associada a experiência de trabalho o candidato marca ponto, e quando se trata do primeiro emprego, quem tem mais capacitação tem mais chances de ser contratado.

“Os cursos profissionalizantes ainda são extremamente importantes porque agregam conhecimento rápido a uma mão de obra que precisa de questões mais específicas. O candidato precisa observar quais são os objetivos dele em termos de vaga e as oportunidades profissionalizantes que podem agregar valor a essa caminhada”, afirmou.

As adversidades fazem parte do processo, principalmente em uma pandemia, e, por isso, o presidente aconselha que os candidatos não desistam de tentar uma vaga. A quarentena exigiu novas logísticas das empresas, demandou mais a área de informática, estratégias de marketing diferenciadas, algum conhecimento de finanças e de recursos humanos. Para Martins, essas são cinco área com potencial de contratação, mas quem não se adapta às mudanças costuma ficar de fora do mercado.

“A qualificação é fundamental. Não pode parar nunca. O mercado está sempre mudando. Quem aprendeu logística lá atrás e quem está hoje na logística, com a demanda de entregas on-line, percebeu que mudou completamente. É preciso observar as tendencias do mercado, e no último ano tivemos mudanças radicais”, afirmou.

Para evitar passar vergonha a solução é se capacitar. Nesta segunda-feira (21), a prefeitura assinou um acordo de cooperação técnica com o Centro Universitário Uniruy e o Centro Universitário Estácio da Bahia para oferecer 2.079 mil vagas em 36 cursos para jovens e adultos de forma gratuita. A ação está sendo coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Renda (Semdec), e o acordo foi assinado pelo prefeito Bruno Reis.

“A prefeitura olha com muita preocupação, principalmente no pós-pandemia, para a retomada da economia na nossa cidade, em especial, geração de emprego e renda. Salvador ainda é uma cidade pobre e uma das maiores em taxa de desemprego do Brasil. Justamente por isso criamos uma secretaria específica para melhorar o ambiente de negócio e aumentar a empregabilidade”, afirmou o gestor.

As formações são nas áreas de Logística, Gestão de Qualidade, Marketing, Vendas, Comunicação, Finanças, Informática, Gestão de Pequenos Negócios, Recepcionista, Assistente de Recursos Humanos, Telemarketing, Almoxarifado, Português, Matemática, Negociação e Atendimento.

Os detalhes sobre as inscrições serão divulgados pela prefeitura e pelas duas universidades ainda essa semana, mas o processo será on-line. Haverá cursos nos três turnos e nos fins de semana. Alguns vão exigir ensino médio completo, mas também terá oportunidades para estudantes.

A manicure Daiane Sena tem 28 anos e nos últimos dois anos tem procurado emprego. “Estou tentando, mas está difícil. As empresas pedem curso, mas como é que a gente faz curso sem ter dinheiro para pagar pelo curso, pelo transporte, e para comprar o material? A gente precisa de mais ações como essa. Vou me inscrever assim que as vagas abrirem”, contou.

O programa Treinar para Empregar surgiu em abril deste ano e atua nas necessidades de qualificação da mão de obra demandada pelas empresas com o propósito de viabilizar o encaminhamento de cidadãos certificados para as vagas de emprego. O programa já ofereceu 1.609 vagas em cursos e certificou 1.241 pessoas.

A Semdec tem realizado mediação com empresas para que horas de experiência possam ser substituídas por horas de qualificação, facilitando o processo de contratação de quem está em busca do primeiro emprego. A meta é qualificar mais de 50 mil pessoas nos próximos quatro anos.

Cursos
O reitor da Uniruy, Rodrigo Vecchi, contou que o objetivo é preparar os estudantes para o ingresso imediato no mercado de trabalho e para o empreendedorismo, por isso, as capacitações foram planejadas de acordo com essas demandas.

“Temos cursos que ensinam como criar um negócio digital, sobre empreendedorismo no setor de alimentação, sobre vendas, e sobre como se tornar um profissional de destaque no varejo. Tem curso ensinando a como se preparar para o mercado de trabalho, sobre oratória e inteligência emocional. As opções são variadas e estão conectadas com a realidade atual do mercado”, contou.

O número de vagas por curso e a carga horária alterna de acordo com cada capacitação, por isso, é necessário observar as especificidades e as exigências na hora da inscrição, que serão abertas ainda essa semana. Vecchi afirmou que o corpo docente é formado por professores da própria universidade. “Os estudantes terão contato com profissionais altamente capacitados, então, será uma formação bastante completa”, disse.

A reitora da Estácio, Roberta Pinho, contou que a maioria das atividades será exclusivamente on-line, mas existe também o modelo híbrido em alguns casos, ou seja, a junção da capacitação virtual com aulas presenciais.

“Temos uma formação na área de gastronomia, por exemplo, em que a carga horária é dividida entre on-line e presencial. Isso também acontece em outro curso, na área de informática. Nessas situações, tudo será feito seguindo os protocolos de segurança, assim como acontece nas aulas on-line”, disse.

O curso mais extenso é o de Assistente de Gestão de Qualidade, com 108 horas de duração. “Percebemos que muitas vezes existe vaga, mas falta qualificação. Nosso objetivo é oferecer a formação necessária para ajudar a preencher essas vagas”, acrescentou Roberta.

Serão 36 cursos gratuitos. Confira as áreas:

Logística;

Gestão de Qualidade;

Marketing;

Vendas;

Comunicação;

Finanças;

Informática;

Gestão de Pequenos Negócios;

Recepcionista;

 Assistente de Recursos Humanos;

Telemarketing;

Almoxarifado;

Português;

Matemática;

Negociação;

Atendimento;

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas