Lugar de memória e patrimônio do povo brasileiro

artigo
26.09.2019, 09:00:00

Lugar de memória e patrimônio do povo brasileiro

Comemorar os 60 anos da Escola de Administração da UFBA - EAUFBA, é render homenagens aos nossos mais velhos e aos nossos mais novos, aos nossos vivos e sobretudo aos nossos mortos, de modo que não há comemoração dessas bodas sem falarmos em ancestralidade. Parafraseando aqui uma expressão muito própria das casas de santo da velha Bahia: "A benção aos meus mais velhos, a benção aos meus mais novos!" Sim, as organizações, assim como os indivíduos, as famílias e os territórios, também guardam as suas ancestralidades.

Ancestralidade é o nosso legado. O conjunto de valores, culturas e imaterialidades que nos deixaram aqueles que chegaram primeiro e desfrutaram das dores e delicias do pioneirismo. Eles, nossos ancestrais, a partir de suas andanças, vitórias e resiliências, prescreveram roteiros e perfilaram os caminhos que nos conduziram até aqui.

Desde o projeto inicial dos fundadores americanos passando por algumas gerações de brasileiros, muitos foram os legados adquiridos no tempo por essa casa. Nossa diversidade de pesquisa, nosso envolvimento e simbiose com os territórios, nossa capacidade de diálogo e escuta publica, nossa missão de formar pessoas, tudo isso e muito mais, faz parte desse legado, dessa ancestralidade.

A ancestralidade é prima irmã da memória, de modos que as memórias são o elo de ligação entre a ancestralidade e aquilo que almejamos dela. A memória não é o culto ao passado no presente, mas, sim, o presente que o passado é capaz de nos oferecer. Pelas lentes da reflexividade, o passado nos permite compreender o presente para orientarmos o futuro, algo que o faz através da dos fios da memória, suas traduções, tradições e hermenêuticas. Nessa perspectiva, advogamos a tese de que a EAUFBA se constitui em um verdadeiro lugar de memória, aqui tomando e ampliando o conceito de Pierre Nora.

A EAUFBA é lugar de memória, na medida em que acumula dentro de si e extravasa para o mundo uma profusão de saberes, fazeres e reflexões, algo que se expressa nas organizações e nos territórios em todas as escalas. Essa trajetória de lugar de memória foi marcada por duas estratégias de protagonismo na esfera pública: o manejo das relações de poder estabelecida a partir dos territórios e a construção de redes de solidariedade entre os distintos atores em movimento.

A partir dessas dimensões, a EAUFBA educou e, oxalá, continuará educando indivíduos com formação humanística e política que qualifica e dignifica a sociedade brasileira. Esse lugar de memória faz parte do rico patrimônio que é a Universidade Pública desse país. EAUFBA: Lugar de Memória e Patrimônio do povo brasileiro. Viva a Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia!


André Luis Nascimento dos Santos, professor da EAUFBA

Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade dos autores


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/carreata-de-pms-grevistas-trava-a-paralela-engarrafamento-chega-a-9-km/
Previsão da Transalvador é que grupo só retorne para a Adelba às 20h30
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/marcia-fellipe-se-defende-apos-criticar-canonizacao-de-irma-dulce/
'Eu peço aqui desculpa. Não falei sobre religião. Falei sobre o que a palavra nos diz', disse
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/grupo-de-pms-grevistas-faz-carreata-ate-o-cab-para-cobrar-medidas-do-governo/
Justiça negou pedido do MPE para suspender as atividades da Aspra
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/essa-sua-corzinha-diz-passageira-para-motorista-negro-apos-corrida-para-patamares/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dulce-e-pop-1a-missa-para-santa-dulce-dos-pobres-tem-exibicao-de-reliquia/
Caridade de Irmã Dulce, agora Santa Dulce dos Pobres, foi destacada pelo arcebispo primaz de Salvador e do Brasil
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/irma-dulce-iluminou-o-mundo-diz-dom-murilo-em-1a-missa-do-mundo-para-a-santa/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/maestro-da-mao-abencoada-tocada-por-dulce-duas-vezes-e-pelo-papa-francisco/
Na cerimônia de canonização, miraculado levou taça de ouro com pétalas de rosas brancas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/festa-com-dende-em-roma-baianos-celebram-santa-dulce-com-hino-carnavalesco/
Baianidade Nagô animou comemoração de baianos após a cerimônia, na Praça de São Pedro
Ler Mais