Lugar de memória e patrimônio do povo brasileiro

artigo
26.09.2019, 09:00:00

Lugar de memória e patrimônio do povo brasileiro


O Correio oferece acesso livre a todas as notícias relacionadas ao coronavírus. Entendemos que informação séria e confiável é importante nesse momento. Colabore para que isso continue. Assine o Correio.


Comemorar os 60 anos da Escola de Administração da UFBA - EAUFBA, é render homenagens aos nossos mais velhos e aos nossos mais novos, aos nossos vivos e sobretudo aos nossos mortos, de modo que não há comemoração dessas bodas sem falarmos em ancestralidade. Parafraseando aqui uma expressão muito própria das casas de santo da velha Bahia: "A benção aos meus mais velhos, a benção aos meus mais novos!" Sim, as organizações, assim como os indivíduos, as famílias e os territórios, também guardam as suas ancestralidades.

Ancestralidade é o nosso legado. O conjunto de valores, culturas e imaterialidades que nos deixaram aqueles que chegaram primeiro e desfrutaram das dores e delicias do pioneirismo. Eles, nossos ancestrais, a partir de suas andanças, vitórias e resiliências, prescreveram roteiros e perfilaram os caminhos que nos conduziram até aqui.

Desde o projeto inicial dos fundadores americanos passando por algumas gerações de brasileiros, muitos foram os legados adquiridos no tempo por essa casa. Nossa diversidade de pesquisa, nosso envolvimento e simbiose com os territórios, nossa capacidade de diálogo e escuta publica, nossa missão de formar pessoas, tudo isso e muito mais, faz parte desse legado, dessa ancestralidade.

A ancestralidade é prima irmã da memória, de modos que as memórias são o elo de ligação entre a ancestralidade e aquilo que almejamos dela. A memória não é o culto ao passado no presente, mas, sim, o presente que o passado é capaz de nos oferecer. Pelas lentes da reflexividade, o passado nos permite compreender o presente para orientarmos o futuro, algo que o faz através da dos fios da memória, suas traduções, tradições e hermenêuticas. Nessa perspectiva, advogamos a tese de que a EAUFBA se constitui em um verdadeiro lugar de memória, aqui tomando e ampliando o conceito de Pierre Nora.

A EAUFBA é lugar de memória, na medida em que acumula dentro de si e extravasa para o mundo uma profusão de saberes, fazeres e reflexões, algo que se expressa nas organizações e nos territórios em todas as escalas. Essa trajetória de lugar de memória foi marcada por duas estratégias de protagonismo na esfera pública: o manejo das relações de poder estabelecida a partir dos territórios e a construção de redes de solidariedade entre os distintos atores em movimento.

A partir dessas dimensões, a EAUFBA educou e, oxalá, continuará educando indivíduos com formação humanística e política que qualifica e dignifica a sociedade brasileira. Esse lugar de memória faz parte do rico patrimônio que é a Universidade Pública desse país. EAUFBA: Lugar de Memória e Patrimônio do povo brasileiro. Viva a Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia!


André Luis Nascimento dos Santos, professor da EAUFBA

Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade dos autores

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/abner-pinheiro-publica-foto-com-bebe-nunca-vou-desistir-de-voce/
Briga após influencer baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-polemica-com-teste-de-dna-e-traicoes-sthe-vai-processar-abner/
Briga após influencer baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-live-com-miley-cyrus-anitta-e-chamada-de-icone-pop-brasileiro/
Cantoras conversaram via Instagram e dançaram Rave de Favela
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/ajustes-deixaram-a-ranger-mais-competitiva/
Em vídeo, Antônio Meira Jr., explica o que mudou na picape da Ford
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/apos-teste-de-dna-e-traicoes-abner-e-sthe-ganham-mais-de-16-mi-de-seguidores/
Treta após baiano descobrir que não é o pai de sangue de bebê foi o assunto mais comentado do mundo nas redes sociais
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/baco-exu-do-blues-lanca-ep-contra-o-tedio-da-quarentena/
Preso em casa, artista produziu nove faixas em três dias
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bolsonaro-muda-o-tom-e-diz-que-coronavirus-e-maior-desafio-da-nossa-geracao/
Presidente criticou isolamento mais rígico e voltou a ser alvo de panelaços; veja vídeos em Salvador
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/leo-picon-admite-ser-o-ex-em-comum-de-manu-gavassi-e-rafa-kalimann/
Participantes do BBB falaram, no programa, que já se relacionaram com a mesma pessoa
Ler Mais