Luva de Pedreiro foi proibido de participar de São João na Bahia por ex-empresário

em alta
01.07.2022, 10:07:01
(Foto: Reprodução)

Luva de Pedreiro foi proibido de participar de São João na Bahia por ex-empresário

Situação deixou o baiano revoltado

Luva de Pedreiro foi completamente blindado pelo ex-empresário, Allan Jesus, que dificultou o acesso do povo de Quijingue, cidade onde mora o jovem, ao influencer. O prefeito do município, Nininho Góis, disse ao g1 que Luva foi proibido até de participar da festa de São João da Cidade.

"Iran ficou muito chateado, provavelmente até por causa de outra situação, não é? Porque foi logo quando começaram os problemas. Agora ele está com um novo empresário [o ex-jogador de futsal Falcão]. A gente deseja o melhor para ele e todo o sucesso do mundo".

"Allan [Jesus] blindou ele [Luva de Pedreiro], não deixou ninguém mais ter contato. Iran ficou muito preso", disse.

Antes de Allan aparecer, o contato entre o povo de Quijingue e Iran era mais tranquilo. Tanto que logo quando o rapaz viralizou, no início do ano, a prefeitura da cidade entrou em contato com o jovem para gravar alguns vídeos. 

"Estamos colocando nossa seleção de futebol no campeonato intermunicipal e gostaríamos que Iran gravasse alguns vídeos. Pedimos que ele viesse até a sede da cidade, mas foi quando o empresário chegou e não conseguimos mais ter contato com ele", explicou Nininho Góis.

Após surgir na vida do influenciador digital, Allan Jesus levou o baiano para o Rio de Janeiro para a realização dos trabalhos de publicidade. "Só conseguimos falar com Iran quando ele voltou do Rio de Janeiro [para Quijingue], mas era um contato muito difícil".

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas