Luva de Pedreiro se muda para mansão em Pernambuco: 'Magnífica'

em alta
01.07.2022, 18:35:00
(Reprodução)

Luva de Pedreiro se muda para mansão em Pernambuco: 'Magnífica'

O imóvel foi alugado pelos novos empresários

O influenciador Luva de Pedreiro recebeu, nesta sexta (1º), as chaves da casa nova, no litoral sul de Pernambuco, para onde vai se mudar com os pais, segundo o Fantástico.

O imóvel é alugado pelos seus novos empresários, dentre eles o jogador de futsal Falcão.

"Aqui não é uma casa, é uma mansão. Estamos felizes", disse o pai do influencer.

Em entrevista ao programa, o jovem baiano admitiu que ele e o pai não leram o contrato quando assinaram com o antigo empresário, Allan de Jesus. Por isso, Allan botou uma segurança para vigiá-lo na cidade de Quijingue, onde morava, na Bahia.

Leia mais: Luva de Pedreiro diz que Allan Jesus colocou segurança para vigiá-lo na Bahia - Jornal Correio (correio24horas.com.br)

Entenda o caso

A gestão da carreira de Luva de Pedreiro preocupou fãs desde que o jovem baiano fez um live no Instagram anunciando uma pausa na gravação dos vídeos. Isso fez com que o seu então empresário explicasse, na última quinta (23), que alguns contratos de publicidade ainda não foram pagos ao influenciador.

A live foi feita no dia 19 de junho. Nela, o jovem se mostrou irritado com as cobranças que estava recebendo. "Esses dias aí eu não posto vídeo não. Vou ficar uns tempos aí... Tá ligado? Sem postar vídeo. Eu vou esfriar a cabeça, pô! Ficam enchendo o saco do cara. Pô. Seguir essa p... é sozinho. Deus e meus fãs, mano. Fod... o resto é o resto", disse.

Desde então, os fãs especularam sobre o rompimento do contrato com Allan. O empresário se manifestou sobre a situação na quinta (22) e chegou a dizer que seu contrato com Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro, valeria até 2026. Allan informou ainda que a empresa dele, a ASJ Consultoria, não tinha recebido qualquer comunicado sobre uma tentativa de rescisão.

Segundo o colunista Leo Dias, do Metrópoles, o influencer teria cerca de R$ 7,5 mil apenas em duas contas. Para poder encerrar o contrato, que vai até 2026, ele tem que pagar cerca de R$ 5,2 milhões, segundo a coluna. 

Allan Jesus publicou um vídeo nas redes sociais dizendo que é honesto e vai provar sua inocência. "Se for provado que roubei R$ 1 que eu pague. Tenho nome a zelar, tenho família e entrego para a Justiça divina e dos homens para que tudo se resolva. Vou provar a verdade dos meus atos", afirmou. 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas