Mãe explica tratamento que Gustavo do BBB fez para parar de crescer: 'Ia chegar a 2,15m'

em alta
24.03.2022, 13:58:23

Mãe explica tratamento que Gustavo do BBB fez para parar de crescer: 'Ia chegar a 2,15m'

Na adolescência, brother disse que 'não queria ser gigante'

Gustavo Marsengo, do "BBB 22", já é considerado bastante alto com seus 1,95 metros de altura, mas poderia ser mais ainda. O brother revelou que passaria dos 2 metros se não tivesse tomado remédios para parar de crescer na adolescência.

Sua mãe, Sandra Batista, explicou o motivo que o fez tomar os medicamentos na época em que fazia parte do casting de uma agência de modelos.

"Quando ele começou a crescer fora da curva, eu o levei ao médico para ver. Ele fez a projeção, Gustavo ia chegar a 2,15m. Então, disse: "Mãe, não quero ser gigante". Ele não sofria bullying ou pelo menos eu não soube. Ele se assustou assim como aconteceu comigo ao ouvir o médico falar dessa altura", contou em entrevista à coluna Patricia Kogut.

"Ele ainda fez psicóloga e falou que talvez até pudesse ser uma boa porque jogava vôlei, mas na época decidimos juntos que ele tomaria hormônio para frear o crescimento", acrescentou.

Batista contou que a família decidiu em consenso e Gustavo fez o tratamento por quase dois anos. "Eu, o pai dele e ele decidimos assim. Ele dizia: "Se eu parar com 1,95m está bom". Ele tomou o hormônio por um ano ou um ano e meio, e parou onde queria", afirmou.

Ainda no papo com os brothers, Gustavo mencionou que se não tivesse usado os medicamentos, poderia ter seguido os passos do irmão e ser um jogador profissional de vôlei.

"Ele pensa em como teria sido, se poderia estar jogando vôlei com o irmão, caso fosse mais alto. Isso é natural, né? Pensar nas consequências de tomar um atitude ou não. Lukas é mais baixo, tem 1,75m, e joga na posição de líbero. Mas é que os dois têm pais diferentes. O do Gustavo é do meu primeiro casamento e o do Lukas é do segundo. Eles têm dez anos de diferença", explicou a mãe do brother.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas