Mais um jacaré aparece na praia de Jaguaribe no intervalo de 72 horas

salvador
18.10.2020, 13:55:00
Atualizado: 18.10.2020, 14:33:02

Mais um jacaré aparece na praia de Jaguaribe no intervalo de 72 horas

Uma cobra sucuri também foi encontrada

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um Jacaré de aproximadamente 20kg e 1,5 metros foi encontrado na praia de Jaguribe na manhã deste domingo (18). É o segundo que aparece na região no intervalo de 72 horas. Além do jacaré, outro animal silvestre foi encontrado no local: uma cobra sucuri com cerca de 2 metros de comprimento.

Os dois animais silvestres foram resgatados pelo Grupo Especial de Proteção Ambiental da Guarda Civil Municipal (Gepa/GCM). Já o jacaré encontrado na manhã da última quinta-feira (15), da espécie Coroa, foi resgatado pelas equipes da GCM e PMBA.

O trabalho realizado neste domingo (18) aconteceu após uma equipe da BPTUR, da Polícia Militar, solicitar apoio à equipe da Guarda Civil, que trafegava no local. Ambos animais, serão encaminhados ao Centro de Triagem para Animais Silvestres do IBAMA.

"Achamos que com as chuvas que atingem a cidade, os animais podem ter sido trazidos pelas águas do rio, até a região da praia", explicou o supervisor interino do GEPA, André Ferreira. Caso outro animal silvestre seja encontrado, a população pode entrar em contato com a GCM, através do telefone (71) 3202-5312.

Primeiro caso
O primeiro caso de aparecimento de um animal silvestre na praia de Jaguaribe aconteceu na manhã de quinta-feira (15), quando um jacaré-anão de 1,60m e quase 28 kg foi encontrado. Os agentes passavam de viatura pela orla, quando banhistas deram a mão e informaram a presença do bicho.

Médico veterinário e coordenador do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas/Inema) de Salvador — para onde o jacaré foi encaminhado — Vinícius Dantas, explicou que é comum encontrar esses animais em zona urbana, principalmente perto de lagoas. As duas espécies que têm mais costume de aparecer na capital são o jacaré-de-papo-amarelo e o próprio jacaré-anão.

“O mais curioso é o local onde ele foi encontrado. Como não é um animal de água salgada, ele deve ter entrado em algum leito de rio, porque ele é de água doce”, supõe o veterinário. O bicho estava na faixa de areia próxima à terceira ponte, onde o Rio Jaguaribe desagua no mar. Supervisor interino do Grupo Especial de Proteção Ambiental (Gepa), André Ferreira acredita que o réptil deve ter vindo do Rio Trobogy, que muda de nome para Rio Jaguaribe ao chegar em Piatã.

Embora seja um jacaré-anão, o bichinho encontrado tem tamanho inusitado pra os padrões da espécie. Este tipo chega a medir, em média, 1m e o animal achado na praia tem potencial para chegar ao dobro. “A gente vai encontrar um local que seja adequado para receber esse animal, então provavelmente vamos ficar uma quantidade mínima de tempo com ele”, enfatizou Dantas.

Em Salvador, estes bichanos temidos são vistos geralmente nas avenidas Paralela e Pinto de Aguiar por causa da existência de lagoas e resquícios de mata atlântica.

Neste ano, outro jacaré foi achado no pátio de uma concessionária. Locais como parques municipais e trilhas ecológicas que estiveram fechados, por medidas de restrição, deixaram de ser frequentados pelas pessoas e começaram registrar mais vida selvagem, principalmente cobras. “Sem humanos à vista, os animais se sentiram mais seguros para frequentar”, observa André Ferreira.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas