Mancini valoriza jogo contra o Sport: 'É um clássico do Nordeste'

e.c. vitória
11.10.2017, 18:00:00
Vagner Mancini prega respeito contra o Sport (Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória)

Mancini valoriza jogo contra o Sport: 'É um clássico do Nordeste'

O Vitória enfrenta a equipe pernambucana na quinta-feira (12), às 17h, no Barradão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A situação do Sport no Brasileirão não é nada boa. Com 30 pontos, a equipe pernambucana amarga a zona de rebaixamento, na 17ª posição. Comandado por Vanderlei Luxemburgo, o time vem caindo de rendimento desde a 20ª rodada, quando ocupava o 5º lugar na tabela. Apesar disso, o técnico Vagner Mancini não minimiza o confronto das 17h de quinta-feira (12), no Barradão, até porque a diferença para o Vitória é de apenas dois pontos. O Leão baiano soma 32 e é o 11º colocado.  

Mancini enalteceu o adversário e a tradição do confronto. “É um time que iniciou muito bem o campeonato e depois teve uma queda, mas é o Sport, de tanta tradição, arquirrival do Vitória dentro do Nordeste. É um clássico do Nordeste e temos que tomar cuidado porque o Sport tem um time recheado de bons jogadores”, afirmou o treinador do Vitória. “O Sport é extremamente perigoso. É um time técnico, tem velocidade na frente, faz transição de bola rápida, marca em alguns jogos lá em cima. Mas há a necessidade do Vitória se impor dentro de casa”, pregou.

As palavras refletem também o respeito pelo treinador que estará do outro lado. “Eu tenho uma amizade muito boa com o Luxemburgo. Recentemente estivemos numa reunião da CBF de treinadores e batemos papo sobre muita coisa. É importante se relacionar bem com os outros treinadores para que você possa de uma forma simples ajudar o futebol, porque a troca de informações é muito importante. Tive a oportunidade de conhecer Luxemburgo ainda como atleta. Não fui jogador dele, mas joguei no Bragantino, um time que ele montou, e ali tinha muita coisa relacionada a ele”, lembrou Mancini.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas