Marca baiana conquista liderança no mercado de iogurtes no estado

economia
19.07.2017, 04:01:00
Atualizado: 20.07.2017, 15:33:00

Marca baiana conquista liderança no mercado de iogurtes no estado

Instalada em Alagoinhas, a Natural Gurt disputou a preferência com grandes multinacionais na entrega do Prêmio Líderes de Vendas, pela Abase

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

"Temos um produto que chega a custar 25% menos do que a concorrência", afirma Paulo Cintra
(Foto: Almiro Lopes/ CORREIO)


Durante a abertura da Superbahia, a Associação Bahiana de Supermercados (Abase) homenageou as marcas mais conhecidas pelos baianos, com a entrega do Prêmio Líderes de Vendas. Seis grupos de produtos divididos em 25 categorias foram contempladas. Entre os destaques está a Natural Gurt, marca baiana instalada no município de Alagoinhas, que desbancou a preferência de grandes multinacionais na categoria iogurte.

“A nossa percepção deste resultado vem  em cima de um trabalho focado em atender à necessidade do consumidor, não somente em termos de qualidade, mas sobretudo, em custo benefício diante do momento econômico que atravessamos”, destacou o presidente da Natural Gurt, Paulo Cintra.

Marcas apostam em produtos mais em conta para atrair o consumidor

Ainda de acordo com ele, a empresa viu oportunidade quando os consumidores deixaram de ser tão fiéis às marcas mais conhecidas. “Temos um produto que chega a custar 25% menos do que a concorrência, a depender da versão do iogurte e do ponto de venda. Sem dúvida, isso garantiu a posição de líder na Bahia”.

A disputa não foi só com a concorrência, mas também com produtos de primeira necessidade. “Competimos com o arroz e o feijão, por isso o preço foi tão importante na hora da decisão de compra para que o consumidor não deixasse de levar o iogurte para casa”. A conquista da posição de liderança de empresas baianas vem junto com a percepção de mudança de comportamento de consumo.

De acordo com o presidente da Abase, Joel Fieldman, a indústria local tem mais chances de se adequar rapidamente às necessidades regionais. "As empresas baianas conseguem se adequar mais rapidamente as necessidades do consumidor local e nesse sentido, a oferta do melhor custo benefício é determinante".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas