'Me fortalecendo', diz advogada após vídeo que mostra agressões do ex viralizar

brasil
27.12.2018, 15:16:44
Atualizado: 27.12.2018, 15:23:21

'Me fortalecendo', diz advogada após vídeo que mostra agressões do ex viralizar

Ele aperta o pescoço dela com as duas mãos. "Você vai me matar desse jeito"

A advogada Luciana Sinzimbra, 26 anos, gravou com um celular o momento em que é agredida pelo ex-namorado na madrugada do último dia 15, em Goiânia. A Polícia Civil de Goiás abriu um inquérito na Delegacia da Mulher.

O agressor foi identificado como Victor Augusto do Amaral Junqueira, 24 anos, filho de um ex-prefeito de Anápolis (GO). Ele foi ouvido e liberado em seguida.

Luciana publicou no Instagram na madrugada desta quinta-feira (27) e afirma que não divulgou as imagens nas redes sociais. Ela diz que, como o vídeo foi muito compartilhado na web, está se fortalecendo para "ajudar no combate à violência doméstica".

"Graças a Deus estou bem fisicamente, porém, abalada emocionalmente. Quanto aos vídeos, estes foram divulgados sem o meu consentimento e se tornaram virais, exigindo de mim uma postura que não me sinto ainda preparada, mas estou me fortalecendo para me pronunciar em breve e ajudar no combate à violência doméstica. Espero que tudo se resolva da melhor forma possível", afirmou a jovem.

Ele aperta o pescoço dela com as duas mãos. "Você vai me matar desse jeito", diz advogada

O vídeo mostra uma discussão entre o casal. "Eu tentei fazer uma surpresa", diz o autor das agressões, com voz de choro, no início do vídeo.

Em seguida, Luciana indaga: "E você acha justo chegar aqui e me bater?".

O ex-namorado diz que acha "super injusto" e acrescenta: "Mas pelo menos acabou". 

Em seguida, Victor começa a desferir tapas e até um murro na ex-namorada. Luciana implora que Victor pare de agredi-la, mas ele responde: "Eu vou te bater mais". 

Em determinado momento da briga, ele aperta o pescoço dela com as duas mãos. "Você vai me matar desse jeito. Para! Para com isso!", diz a advogada.

A advogada registrou boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher de Goiânia no dia 15 e pediu medidas protetivas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas