Microfranquias: fundamentais na retomada da economia

economia
10.08.2020, 06:00:00
Camila Miglhorini, da Mr. Fit, diz que valor de investimento inicial, além de baixo pode ser financiado (Divulgação)

Microfranquias: fundamentais na retomada da economia

Negócio próprio pode ser adquirido por até R$ 20 mil

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A pesquisa mensal da Associação Brasileira de Franchising(ABF) mostrou que, em junho desse ano, houve uma queda média no faturamento do setor de franquias como um todo de 30%. Apesar desse índice, elas continuam sendo um empreendimento seguro para quem quer investir. Com a pandemia, as microfranquias, por sua vez, vêm apresentando algumas vantagens, especialmente aquelas que atuam com serviços de limpeza, automotivo, marketing e comunicação digital. 

Para os analistas de mercado, as microfranquias terão um papel muito importante na retomada da economia brasileira, recebendo profissionais em busca de uma nova ocupação, especialmente as que atuam com limpeza e pequenos negócios de alimentação.

De acordo com o diretor regional da ABF no nordeste Leonardo Lamartine, antes de abraçar uma microfranquia, é preciso ter em mente que uma franquias de baixo investimento inicial é, de qualquer maneira, um negócio que demanda atenção, tempo e envolvimento direto do empreendedor. Mesmo a microfranquia também  exigirá uma preparação prévia, tanto em relação ao sistema de franchising, como em relação a gestão de negócios e das características do mercado em que se vai investir. “Por ter um investimento inicial mais baixo, em geral, é necessário também que o empreendedor coloque mais a ‘mão na massa’, ou seja, seja ele mesmo executor das atividades”, ressalta. Lamartine salienta ainda que é importante que o empreendedor tenha um capital de reserva para se sustentar até que o negócio esteja mais maduro.

Leonardo Lamartine faz questão de reforçar que o fato de ser um investimento com baixo custo não significa que o empreendedor não precise esforçar pelo negócio (foto: Divulgação)

Facilidades ampliadas

O diretor da ABF pontua ainda que, por conta da crise, iniciativas variadas foram adotadas por parte das redes franqueadoras para facilitar o acesso dos empreendedores. “As mais comuns são diminuição ou parcelamento da taxa de franquias, negociação de royalties e outras taxas de franquia e acesso facilitado a crédito. Em alguns casos, é oferecido também uma unidade já em funcionamento, processo de chamamos de repasse, em condições também atrativas”, diz.

O coordenador de Negócios Inovadores do Sebrae Tauan Sousa destaca que, entre as microfranquias, o  setor de serviços vem se destacando no momento em que se vive. “Exatamente em função da grande incerteza e necessidade de investir de forma segura, a franquia se apresenta como a melhor alternativa”, destaca o representante do Sebrae.

"Uma franquia, normalmente, é formatada para atender diferentes tipos de interessados com valores e estruturas diferenciadas, mas todas as unidades recebem as mesmas comodidades das demais. Considerando que a franquia atua baseada em lei específica, todas as franqueadoras encontram segurança nas operações e minimização dos riscos do investimento", completa.

Tauan Sousa lembra que a franqueadora é responsável por garantir toda a logística necessária para que suas unidades em rede mantenham o padrão do negócio franqueado. Entre as unidades, a troca de experiência assegura uma maior consolidação da marca na região onde está inserida. “A Bahia não vem se destacando no segmento de microfranquias, que são caracterizadas pelo faturamento de até 80 mil por ano. Praticamente, não existe fomento para esse interessantíssimo modelo de negócios. A predominância é de franquias de micro e pequeno porte”, lamenta.


Para ser um franqueado


•    Capital inicial necessário, 
•    Perfil de empreendedor, ou seja, uma pessoa com iniciativa e que está disposta a gerir o negócio do ponto de vista amplo, incluindo questões financeiras, de qualidade e de relacionamento com o consumidor;
•    Conhecimentos sobre gestão, finanças e marketing são fundamentais; 
•    Conhecimento do mercado em que se vai atuar também é desejável, embora neste quesito se possa contar com a orientação da franqueadora e os conhecimentos de um funcionário ou consultor; 
•    Estar dispostas também a trabalhar mais do que em um emprego tradicional - principalmente no início - e a correr riscos.


RAIO-X:


•    Empresa: Mr. Fit, rede de alimentação saudável
Crédito: Camila Miglhorini, CEO
Modelo: Microfranquia (Linha Home Office)
Especialidade: Refeições ultracongeladas
Investimento total: R$ 6.250,00 (incluso taxa de franquia)
Taxa de franquia: R$ 2800,00
Insumos: R$ 3450,00
Royalties: Zero
Fundo de propaganda: zero
Retorno do investimento: 4 a 12 meses
Estimativa de faturamento: de R$ 2 a 12 mil
Lucro médio: 30 a 40%
Número de funcionários: 1
*inclui 1 freezer adesivado e as 100 refeições iniciais


•    Empresa: Jan-Pro, rede de limpeza comercial
Crédito: Renato Ticoulat*, masterfranqueado da Jan-Pro Brasil
Modelo de negócio: Microfranquia
Investimento inicial: a partir de R$ 20.700,00
Taxa de Franquia: R$ 15.300,00
Insumos, acessórios e equipamentos: a partir de R$ 5.400,00
Capital de Giro: sem necessidade
Royalties: R$ 256,00
Taxa de Publicidade: R$ 110,00
Faturamento médio mensal: a partir de R$ 2.650,00**
Lucro mensal: 60% sobre faturamento
Prazo de retorno: 10 meses
Quantidade de funcionários: sem funcionários
*Incluso taxa de franquia e capital de giro // **a depender do porte do modelo escolhido


•    Empresa: Mr. Kids, rede de vending machine
Crédito: Rodrigo Loredo, gerente de expansão 
Investimento Inicial: R$ 18.700,00
Taxa de franquia: R$ R$ 5.000
Capital de Giro: R$ 2.000,00
Capital de instalação: R$ 11.700
Royalties: isento
Taxa de publicidade: isento
Área mínima: 1 a 2 m²
Número de funcionários: 1
Faturamento Bruto Mensal: de R$ 1800 a R$ 30.000
Lucro médio mensal: 35 a 40%
Prazo de Retorno: 12 a 18 meses

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas