Morte de empresário em ação da PM ganha as manchetes da Espanha

salvador
22.09.2018, 06:00:00
Atualizado: 24.09.2018, 10:20:49
Márcio fiu surpreendido quando chegava em casa (Foto: Reprodução)

Morte de empresário em ação da PM ganha as manchetes da Espanha

Márcio Perez estava chegando em casa quando foi perseguido e baleado

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Dois dias depois do empresário Márcio Pérez Santana, 41 anos, ser assassinado quando chegava em casa, no bairro de Armação, em Salvador, o caso ganhou as manchetes dos sites espanhóis, onde os pais dele moram. Márcio tinha nacionalidade espanhola e morreu durante uma ação da Polícia Militar na noite de quarta-feira (19). A Corregedoria da corporação investiga o caso.

Márcio foi perseguido e perdeu o controle do carro (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

Nesta sexta-feira (21), o jornal espanhol Faro publicou na home do site a notícia de que ‘O Consulado da Espanha pede ao Brasil que esclareça a morte de Marcio Pérez nas mãos da Polícia’. Segundo a imprensa, o Consulado do país em Salvador enviou uma carta ao Governo da Bahia solicitando que as circunstâncias da morte de Márcio sejam esclarecidas. O CORREIO não conseguiu contato com o Consulado.

Já a Secretaria de Segurança Pública (SSP) disse que ainda não recebeu o comunicado espanhol.

Tiros destruíram as janelas do carro (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

O site La Razón publicou a manchete de que ‘A polícia do Brasil mata por engano um filho de emigrantes galegos’. O jornal afirma que Márcio visitava todos os anos a Espanha, mas optou por ficar no Brasil depois que os pais, já aposentados, decidiram voltar à Galícia. “A polícia abriu fogo contra o casal e uma bala atingiu a vítima no pescoço, matando-o instantaneamente”, diz.

O prefeito de Ponte Caldelas, na província de Pontevedra, Andrés Días Sobral, decretou luto de dois dias e também lamentou o ocorrido na imprensa local. A cidade fica no Oeste da Espanha, região de onde o empresário é natural. Para os jornais espanhóis, o gestor disse que as informações sobre o caso são contraditórias.

"O que a Polícia Militar afirmou em sua declaração é que o confundiu com um ladrão e que acreditava que o veículo tinha cometido um roubo, mas não parece lógico fazer seis tiros", disse em entrevista ao Faro.

Dois policiais foram afastados das atividades (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

A SSP informou que dois policiais militares foram afastados das atividades após o crime, mas não explicou o que os PMs da 58ª CIPM (Cosme de Farias) estavam fazendo do outro lado da cidade. Vídeos registrados por testemunhas após Márcio ser baleado mostram, pelo menos, seis policiais envolvidos na ocorrência.

O CORREIO teve acesso a imagens dos PMs logo após o ocorrido. 

O embaixador da Espanha no Brasil, Fernando Garcia-Casas, também comentou sobre o caso. Em um jantar com empresários no restaurante Amado, no Comércio, na tarde desta sexta-feira, ele lamentou o ocorrido e pediu um minuto de silêncio em homenagem à vítima.  

“Estou muito triste. Sinto muito pela morte do Márcio Perez Santana. Saber o que aconteceu é a nossa prioridade. Acompanhamos os pais, estamos juntos, e que ele descanse em paz”, afirmou, em evento promovido pela Câmara Oficial Espanhola de Comércio no Brasil. 

Marca de tiro no encosto da cabeça do motorista (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

Márcio Perez estava estacionando o próprio carro na porta de casa, acompanhado de uma mulher, quando foi surpreendido por uma viatura da 58ª Companhia Independente da Policia Militar (CIPM/Cosme de Farias). Era por volta de 23h de quarta-feira (19) e a viatura estava apagada.

Testemunhas contaram que o empresário se assustou e saiu com o carro, mas foi perseguido e baleado pelos militares. “Eles chegaram armados dizendo: ‘Desce, desce’. Mas acho que Márcio não viu que eles eram policiais e tentou escapar. Os caras começaram a atirar e um tiro atingiu a nuca dele”, disse uma mulher, amiga da vítima.

Movimentação na porta da casa da vítima (Foto: Evandro Veiga/ CORREIO)

Os peritos encontraram, pelo menos, três marcas de tiros no veículo Pálio, branco, da vítima. Todos na direção do motorista. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) informou que o carro foi periciado logo após o crime e que o laudo tem prazo de 15 dias para ser concluído, mas pode ser prorrogado.

O corpo de Márcio foi velado na capela do Hospital Espanhol, em Salvador, e seguiria na tarde desta sexta-feira para a Espanha, onde será sepultado. Ele era filho único, deixa os pais e duas filhas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas