MPT vai investigar acidente com 6 feridos em teleférico de prédio na Vitória

salvador
15.10.2021, 17:43:00
(Reprodução/TV Bahia)

MPT vai investigar acidente com 6 feridos em teleférico de prédio na Vitória

Oito trabalhadores estavam no equipamento no momento da queda

O Ministério Público do Trabalho (MPT) informou nesta sexta-feira (15) que abriu um inquérito para investigar as responsabilidades por um acidente que deixou seis trabalhadores feridos após o teleférico da Mansão Widberger, no Corredor da Vitória, despencar, na tarde de ontem. 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) informou que oito pessoas estavam no teleférico no momento do acidente. Um engenheiro e uma mulher que estavam no equipamento não tiveram ferimentos. As outras seis pessoas foram levadas pela equipe do Samu até a região do térreo do edifício para atendimento. Dessas, duas pediram liberação e não quiseram seguir para unidades médicas.

Outras duas pessoas foram encaminhadas à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paripe com suspeita de fratura no braço. Um homem foi encaminhado à UPA dos Barris para receber atendimento médico e outro segue aguardando regulação para um hospital particular da capital baiana.

A Superintendência Regional do Trabalho da Bahia (SRT-BA) também foi acionada para realizar estudo que determine as causas do acidente e eventuais descumprimentos de normas de saúde e segurança do trabalho. A SRT deverá elaborar relatório técnico apontando eventuais falhas em normas regulamentadoras de saúde e segurança do trabalho. Essa peça será elemento fundamental para o inquérito do MPT.

O MPT abriu o inquérito civil para reunir informações que identifiquem os responsáveis pelo acidente de trabalho. Eventuais falhas no cumprimento de normas de saúde e segurança do trabalho que tenham levado ao acidente serão investigadas para que os responsáveis respondam.

O equipamento leva os passageiros do edifício para um píer na base da encosta do Corredor da Vitória. Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur), depois do acidente o bondinho foi interditado. Durante a fiscalização, os fiscais notificaram o prédio para que seja apresentado o laudo técnico de inspeção do equipamento.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas