Mulher é assaltada e assediada durante travessia no ferry-boat

salvador
14.09.2021, 21:54:00
Atualizado: 15.09.2021, 00:04:42
(Arquivo CORREIO)

Mulher é assaltada e assediada durante travessia no ferry-boat

Homem a forçou a beijá-lo e levou celular, dinheiro e aliança

A embarcação do ferry Ivete Sangalo foi palco de um roubo e de um assédio na tarde de domingo (12). Itamar Santana Santos, 45 anos, teve sua carteira, dinheiro, e uma aliança levadas por um homem, que, em seguida, para tentar enganar os seguranças do local, a forçou a beijá-lo. 

Ao saber do ocorrido, o filho da vítima, José Roberto, correu ao terminal para encontrar o assaltante. Ao CORREIO, ele relatou que, embora três seguranças tivessem visto o homem fugir, nada fizeram para impedi-lo. "Ele levantou e falou 'me dê um beijo', e minha mãe falou 'oxe, não vou dar não', mas ele disse 'vai dar sim' e obrigou minha mãe a dar um beijo de lingua nele pra fingir que era namorado".

"O que me choca é que isso aconteceu dentro da embarcação, de uma empresa privada. Quando desceu a escadaria do ferry, desceu correndo pra parte que entra os carros, porque tem alguns seguranças lá. Minha mãe saiu correndo dizendo: me assaltaram, me assaltaram... um homem negro, de boné, com 'cara de bandido'", descreveu.

 

José informou que a mãe está muito abalada com o ocorrido. Como teve o celular roubado, o Jornal não conseguiu contato com a vítima. "Minha mãe não para de chorar, ela nem consegue olhar para o marido, sente que traiu ele". Itamar foi à 3a Delegacia prestar queixa logo depois. Procurada, a Polícia Civil não retornou até a publicação da matéria.

Em nota, a Internacional Travessias afirmou que ficou sabendo do ocorrido e que os funcionários da ITS acionaram a Polícia Militar e o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), uma vez que a usuária não passava bem após o assalto. A empresa fez contato telefônico com o filho, morador da ilha, e garantiu sua travessia até Salvador para acompanhar a mãe.

"A ITS também providenciou veículo que conduziu a vítima até a delegacia para registro de boletim de ocorrência. E ofereceu a ela um Uber para retorno para casa, o que foi recusado. O bandido fugiu do terminal antes que a polícia pudesse prendê-lo. A ITS lamenta o ocorrido e já informou o comando da PM pedindo reforço no policiamento", diz pronunciamento. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas